Nº 0
Cidades

Dezembro Laranja alerta para importância do protetor solar

Segundo especialistas, cuidados com a pele devem ser redobrados no verão, principalmente a partir das 9h

Por william makaisy | Edição do dia 03/12/2019 - Matéria atualizada em 03/12/2019 às 08h51

Uso do protetor durante exposição ao sol ajuda a prevenir o câncer de pele

Uso do protetor durante exposição ao sol ajuda a prevenir o câncer de pele
Uso do protetor durante exposição ao sol ajuda a prevenir o câncer de pele - Foto: Felipe Nyland
 

Com o calor e as altas temperaturas de Maceió não se pode brincar, a chegada do verão vem trazendo consigo uma maior preocupação para a proteção da pele e o uso do protetor solar. Através da campanha “Dezembro Laranja” a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia de Alagoas conta que essa é a hora dos cuidados serem redobrados.

Dezembro chega e traz consigo o “Dezembro laranja”, campanha realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia para a prevenção ao câncer de pele. “A campanha foi criada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia ela visa explicar o quê é o câncer de pele, como ele pode ser prevenido e as formas de tratamento” , contou a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Roberta Soriano.

“O câncer de pele é o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem pele, formando o câncer. Existem vários fatores de risco que podem levar uma pessoa a desenvolver o câncer de pele, o mais conhecido deles é alta exposição solar, mas existem fatores inerentes até mesmo a família, se alguém da família já teve a tendência é maior. É importante passar essas informações”, explicou Roberta Soriano.

FATORES DE RISCO

“É importante dizer que, normalmente nessa estação, a radiação ultravioleta está mais forte, ela começa mais cedo e termina bem mais tarde. A partir das 9h da manhã você já tem um alto índice de radiação ultravioleta, que é um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento do câncer de pele, além de que no verão as pessoas se expõem mais ao sol”, contou.

Vale ressaltar que existem algumas pessoas que têm predisposição a desenvolver câncer de pele, então para elas o cuidado tem que ser maior. “Pessoas de pele e cabelos mais claros, normalmente que possuem sardas, ou que alguém da família já tenha tido câncer de pele, elas precisam de um cuidado maior nessa época, porque a tendência que venham a desenvolver é bem maior”, comentou a Presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

DIA D

A campanha da prevenção ao câncer de pele possui o dia D, que normalmente ocorre no primeiro sábado do mês, e esse ano ocorre no dia 7 de dezembro. “Nesse sábado, os membros da Sociedade Brasileira de Dermatologia, cada um de seu Estado, vão se reunir em um mutirão de atendimento à população, e esse ano, aqui em Maceió, vamos realizar no Hospital Universitário (HU). Durante o dia examinaremos os pacientes, e iremos verificar quais deles podem desenvolver ou estão desenvolvendo um possível câncer de pele. Funcionaremos das 9h às 14h”, disse Roberta Soriano

DICAS

Os raios solares não trazem apenas fontes de diversão, é importante ressaltar que durante essa época é necessário um maior cuidado com a pele. “Essa época em Maceió os raios ultravioletas estão mais fortes, ou seja, o cuidado tem que ser intensificado, ou podem ocorrer consequências negativas, então é importante frisar sempre o uso do protetor solar antes de sair de casa, de duas em duas horas, e em zonas que normalmente passam despercebidas, como por exemplo a sola dos pés. Nas crianças o cuidado é redobrado, protetores com maiores fatores de proteção, e passar com mais frequência”, explicou Roberta Soriano.

“Outro ponto que gosto de falar, ir ao médico dermatologista é muito importante, mas você pode por si mesmo fazer o autoexame. Tirar a roupa em frente a algum espelho grande e observar se apareceu algum tipo de sinal ou mancha que não é comum, ou se alguma delas está demorando para sumir, esses todos podem ser sinais de câncer de pele, então é bom sempre prevenir e olhar com frequência, e, notando algo, procurar um dermatologista”, contou.

Mais matérias
desta edição