Nº 0
Cidades Sandra Silva de Melo, de 15 anos, desapareceu há mais de quatro meses em Viçosa

Sumiço de garota há quatro meses ainda não foi desvendado

O caso do desaparecimento da adolescente Sandra Silva de Melo, 15 anos, no município de Viçosa, interior de Alagoas, ainda é incerto. Mais de quatro meses já se passaram, nenhum indício acerca do seu paradeiro e as investigações feitas pelo Estado não ava

O caso do desaparecimento da adolescente Sandra Silva de Melo, 15 anos, no município de Viçosa, interior de Alagoas, ainda é incerto. Mais de quatro meses já se passaram, nenhum indício acerca do seu paradeiro e as investigações feitas pelo Estado não avançam.

A polícia deve analisar três locais, dentre eles, um cemitério situado na cidade, onde o principal suspeito e tio da vítima trabalhava ajudando a equipe de coveiros. Segundo informações da Polícia Civil (PC), a última ligação feita pela menor foi para a casa do tio, após buscas feitas por agentes. “Isso já é um indício e que vamos apurar direito. Sandra fez sua última ligação diretamente para o suspeito”, disse um policial que preferiu não se identificar. Ainda nesta semana, a polícia deve ir a três locais para tentar colher informações que levem ao paradeiro da adolescente. Um deles é o cemitério da cidade, onde José Taciano da Silva, 38 anos, casado com a tia da vítima, auxiliava coveiros nos sepultamentos. Outros dois locais a serem visitados pelas equipes são um terreno de propriedade de Taciano e um matagal, também situados no município.

O DESAPARECIMENTO

No momento do sumiço, Sandra estava sozinha em casa, o pai estava trabalhando e a mãe havia ido levar a outra filha a uma consulta médica. José Taciano da Silva também foi identificado como o autor dos abusos sexuais contra a irmã de Sandra, que tem 12 anos e ficou grávida do suspeito. A Polícia Civil (PC) investiga o caso. Quem tiver informações sobre o paradeiro da Sandy denuncie à polícia ou informe à família por meio do seguinte contato: (82) 99663-8516.

Mais matérias
desta edição