app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5713
Cidades

Camel�s no centro

Os vendedores ambulantes e os camelôs voltaram a invadir as principais ruas do centro de Maceió, desde que foi deflagrada, há dois dias, a greve dos fiscais da Secretaria Municipal de Controle e Convívio Urbano (SMCCU). Os 148 fiscais entraram em greve pa

Por | Edição do dia 22/03/2002 - Matéria atualizada em 22/03/2002 às 00h00

Os vendedores ambulantes e os camelôs voltaram a invadir as principais ruas do centro de Maceió, desde que foi deflagrada, há dois dias, a greve dos fiscais da Secretaria Municipal de Controle e Convívio Urbano (SMCCU). Os 148 fiscais entraram em greve para reivindicar o retorno da gratificação referente à produtividade, cortada do salário-base, depois de sete anos incorporada aos proventos. Os funcionários aguardam, hoje, a decisão da Secretaria Municipal de Finanças para resolverem quando voltarão ao trabalho. O presidente da Associação dos Fiscais da SMCCU, José de Barros, explicou que o órgão só funciona efetivamente quando os fiscais estão na rua, fazendo o trabalho de campo. “Sabemos da nossa responsabilidade e da importância da fiscalização para o controle dos ambulantes no comércio da cidade, mas somos pais de família e não podemos trabalhar todos os dias para receber, no fim do mês, o salário cortado. Infelizmente tivemos de optar pela greve”, explicou. Segundo Barros, a Secretaria Municipal de Finanças determinou que a SMCCU enxugasse a folha de pagamento dos funcionários. Mas apenas os fiscais foram atingidos pela medida que cortou em 100% a gratificação. De acordo com o representante dos fiscais, a categoria não entendeu por que a medida só atingiu uma parte dos funcionários da SMCCU. “Mas estamos confiando no bom senso dos nossos dirigentes e esperando a devolução de um direito conquistado há sete anos”, concluiu.

Mais matérias
desta edição