app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades O bloco de Forrozeiros animou a orla de Maceió 
Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

COM OITO POLOS, MACEIÓ RECUPERA TRADIÇÃO DO CARNAVAl

Descentralização da folia, com programação diversificada, ganhou grande adesão popular

Por Fábio Costa | Edição do dia 27/02/2020 - Matéria atualizada em 27/02/2020 às 06h00

Os dias de carnaval em Maceió foram bastante movimentados e as festas tomaram de conta de toda a cidade. A população curtiu com muita alegria uma programação elaborada de forma especial pela Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), que contemplou oito bairros da capital. Esse cenário de festividades intensas não era o comum dos últimos anos na cidade. Promovida por muito tempo como a cidade do descanso durante o período carnavalesco, Maceió ressignificou os dias de festa e trouxe uma programação diversificada para os foliões curtirem desde os período de prévias. Os festejos foram realizados nos bairros do Pontal da Barra, Ponta Grossa, Pajuçara, Ipioca, Jacintinho, Benedito Bentes, Fernão Velho, além da abertura do carnaval que foi realizada no histórico bairro do Jaraguá, durante o período de prévias que contou com grande adesão da população que curtiu bastante a passagem de cerca de 100 blocos carnavalescos no Jaraguá Folia. Para Vinícius Palmeira, presidente da Fmac, descentralizar as festas de carnaval e distribuir polos por diversos bairros foi de grande importância para trazer diversidade ao evento. “Foi um movimento muito bonito que aconteceu nos bairros. Ver a população curtindo a programação nos seus bairros foi uma das nossas grandes conquistas, com um evento pacífico sem registro de confusão. Precisamos dar acesso a população a uma das maiores expressões culturais do país”, contou.

Vinícius ressaltou, ainda, que, com a população aderindo ao movimento e abrilhantando toda a programação de carnaval, o saldo é positivo e a expectativa é que ocorra uma mudança da ideia de que Maceió é apenas lugar para descanso durante o período carnavalesco.

“É possível que as duas possibilidades de entretenimento convivam. Nós temos diversas possibilidades de praias que contemplam o descanso na nossa capital e também temos uma diversidade cultural muito rica. Os turistas que vieram a Maceió no período de carnaval e viram os eventos de carnaval que estavam acontecendo, se integraram e participaram”, afirmou Vinicius. O escritor Carlito Lima, que carrega uma longa trajetória no carnaval, ressaltou a importância de se recuperar a tradição da festa na capital, que já teve grande força em outras décadas. “O que eu vejo não é uma mudança de cenário, é uma volta das tradições de carnaval. Nós tínhamos um carnaval intenso em Maceió, uma verdadeira maratona carnavalesca muito democrática. Essa recuperação da tradição já vem acontecendo há alguns anos e este ano foi um grande sucesso em todos os pontos”, disse Carlito A retomada da festa mais democrática na capital alagoana não foi um trabalho instantâneo. Segundo Vinicius Palmeira, essa iniciativa já vem sendo idealizada desde 2013 e o presidente da Fmac têm a expectativa de que se mantenha nos próximos anos. “O trabalho de recuperação das festas de carnaval em Maceió vem acontecendo desde a entrada da Fmac, em 2013, e nós torcemos para que os próximos governantes tenham essa sensibilidade de perceber a população da capital como um todo e contemplar a todos com essa festa tão democrática.”, afirmou Vinícius Palmeira.

Mais matérias
desta edição