Nº 0
Cidades

AL REGISTRA ÓBITO DE HOMEM DE 63 ANOS COM SUSPEITA DE CORONAVÍRUS

Resultado do exame deve sair hoje; Estado tem 10 casos da doença confirmados e 175 suspeitos

Por Hebert Borges | Edição do dia 25/03/2020 - Matéria atualizada em 25/03/2020 às 08h43

Com mais 2 novos casos, chegou a 10 o número de pessoas contaminadas por Covid-19 em Alagoas. A informação foi divulgada nesta terça-feira (24) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Todos os casos confirmados são de pacientes em Maceió. O número de casos suspeitos aumentou de 120 para 175, crescimento de 45%.Portanto, 55 novos casos suspeitos foram registrados nas últimas 24 horas. Os casos confirmados já somam 104. Por não saber a origem da contaminação de um dos casos, de uma mulher de 42 anos sem histórico de viagem, o Estado anunciou que já considera a contaminação comunitária em Alagoas até que se descubra a origem da contaminação. A informação foi dada pelo governador Renan Filho. Além destes casos, o governador Renan Filho confirmou, por meio de transmissão ao vivo pelas redes sociais, a informação dada em primeira mão pela Gazetaweb na terça-feira (24) de que o Estado aguarda o resultado de exame laboratorial de um idoso que morreu em um hospital particular de Maceió e teve registrado na certidão de óbito como causa da morte a Covid-19. O resultado do exame deve ser divulgado hoje pelo governo do Estado. A possível primeira vítima fatal da Covid-19 em Alagoas é um homem de 63 anos. No atestado de óbito do paciente, ao qual a Gazeta de Alagoas teve acesso, a causa da morte é apontada pela equipe médica da unidade como sendo Covid-19. O óbito do paciente foi registrado às 18h da segunda-feira (23), em um hospital particular de Maceió. A assessoria de comunicação do hospital informou por meio de nota que que registrou um óbito em caso suspeito de Coronavírus na unidade hospitalar. O paciente, de fato, tinha 63 anos e era portador de hipertensão, diabetes mellitus, coronariopatia, e cirurgia de revascularização do miocárdio. Segundo o hospital, a morte foi reportada aos órgãos competentes. Segundo apurou a Gazeta, o diagnóstico da doença foi feito de modo clínico, para resguardar os parentes da vítima, e aguarda resultado laboratorial para referendar a informação da equipe médica. Segundo uma fonte, o diagnóstico foi dado para que o velório e sepultamento ocorressem dentro dos parâmetros estabelecidos para vítimas do coronavírus. Morador do bairro da Ponta Verde, área nobre da capital alagoana, ele não tinha registro de viagem recente ao exterior, mas teve contato com turistas em uma pousada de Alagoas. Ainda segundo a fonte revelou à Gazeta, o homem passou quatro dias internado e apresentou piora nesse período, tendo passado as últimas 24 horas de vida em um respirador.

BRASIL TEM 46 MORTOS E 2.201 CASOS

O número de mortes por causa da Covid-19 subiu para 46 nesta terça-feira (24), segundo o Ministério da Saúde. É o maior salto em um único dia -12. O primeiro óbito foi registrado no dia 17 deste mês. O país já soma, desde o início da crise do coronavírus, 2.201 confirmações da nova doença. Até segunda, eram 1.891 casos registrados no Brasil. Entre os mortos, 40 estão em São Paulo e 6 no Rio de Janeiro. A taxa de letalidade em SP chega a 4,9% dos casos confirmados. O estado lidera o número de confirmações, com 810. O Ministério não informa o número de casos em investigação por considerar que o país inteiro se encontra em transmissão comunitária —ou seja, quando não é possível identificar a origem do vírus e, diz que, por isso, qualquer um com sintomas gripais é um caso suspeito. Também há registros no Rio de Janeiro (305), Minas Gerais (130), Espírito Santo (33), Distrito Federal (160), Goiás (27), Mato Grosso do Sul (23), Mato Grosso (7), Rio Grande do Sul (98), Paraná (65), Santa Catarina (107), Pernambuco (42), Ceará (182), Sergipe (15), Bahia (76), Paraíba (3), Maranhão (8) Piauí (6), Rio Grande do Norte (13), Rondônia (3), Tocantins (7), Pará (5), Amazonas (47), Amapá (1), Roraima (2) e Acre (17)

Mais matérias
desta edição