app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Estudos apontam afundamento gradativo em solo e prefeito renova Calamidade

.

Por Por Tatianne Brandão, com Secom Maceió | Edição do dia 27/03/2020 - Matéria atualizada em 27/03/2020 às 11h14

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (sem partido), renovou por mais seis meses o Decreto de Calamidade Pública para os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto, afetados pela instabilidade do solo que tem provocado fissuras e subsidência (termo referente a um afundamento gradativo da superfície da terra). 

A renovação da Calamidade Pública faz parte do processo de reconhecimento das instituições federais, uma vez que Maceió necessita de apoio financeiro, de pessoal técnico capacitado e, principalmente, da união de esforços para enfrentamento do problema, que afeta mais de 40 mil pessoas.  

O documento estabelece que a renovação do estado de Calamidade Pública se deve, entre outros aspectos, ao fato de que os estudos geológicos realizados pelo Serviço Geológico do Brasil - CPRM - apontam um processo evolutivo de afundamento nos bairros.  

“Nós continuamos sem respostas quanto à solução para o problema, que afeta os quatro bairros, e precisamos manter a união de esforços, uma vez que a situação persiste e se agrava a cada dia. Registramos a continuidade de ocorrência de danos nos imóveis, bem como a constatação, através de estudo geológico realizado nas áreas afetadas, do processo evolutivo de subsidência”, destaca o coordenador da Defesa Civil, Dinário Lemos.   

INTERDIÇÃO

Após a renovação por mais seis meses do Decreto de Calamidade Pública para os bairros afetados por instabilidade de solo, a via principal do Mutange, a Avenida Major Cícero de Góes Monteiro foi bloqueada após recomendação preventiva das equipes técnicas da Defesa Civil, que identificaram avanço na instabilidade do solo na região. 

A medida de bloqueio na via principal do Mutange para circulação de veículos é resultado dos avanços da instabilidade no solo no bairro e deve ser executada pela SMTT se forma preventiva a partir deste sábado (28), como afirma o assessor técnico de Trânsito da SMTT, Wanderson Freitas. 

“A interdição da via é preventiva e tem como intuito proporcionar maior segurança viária aos condutores que diariamente trafegam pela região. Por conta da mudança, as interdições e desvios serão executados no trecho que vai desde a Sociedade Nossa Senhora do Bom Conselho, no acesso à Ladeira do Calmon, no Mutange, até a Rua General Hermes, na altura do Ginásio Tenente Madalena, no bairro do Bom Parto” 

Com as mudanças de rotas que devem acontecer nas vias do bairro, o itinerário de 12 linhas de ônibus que fazem parte do Sistema Integrado de Mobilidade de Maceió (Simm) que atendem a região do Mutange terão seu itinerário modificado. 

Os detalhes de todas as modificações no fluxo de veículos, bem como a alteração da rota de linhas de ônibus podem ser encontrados no site da prefeitura. 

Nos primeiros dias da modificação e durante o período de adaptação da população, equipes da SMTT estarão no local para orientar condutores e pedestres sobre as mudanças.

Mais matérias
desta edição