app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Cidades

Defeito cong�nito pode provocar refluxo urin�rio

Cinco por cento das visitas ao pronto-socorro pediátrico por casos de febre são provocados por infecção urinária. Desse total, mais da metade dos pacientes sofre de refluxo vesico-uretral: é a urina que vem do rim para a bexiga com destino à uretra para

Por | Edição do dia 27/03/2002 - Matéria atualizada em 27/03/2002 às 00h00

Cinco por cento das visitas ao pronto-socorro pediátrico por casos de febre são provocados por infecção urinária. Desse total, mais da metade dos pacientes sofre de refluxo vesico-uretral: é a urina que vem do rim para a bexiga com destino à uretra para ser eliminada, mas retorna aos rins. Segundo informações do professor de urologia pediátrica Antônio de Macedo, da Universidade Federal de São Paulo e Escola Paulista de Medicina, o problema é causado por um defeito congênito na válvula que deveria impedir o refluxo urinário para os rins. “Quando a urina sobe, sobem também bactérias, que retornam aos rins, um local estéril, podendo ocorrer uma infecção urinária elevada, chamada piolonefrite”, explica Macedo. Esse quadro difere da cistite, quando a infecção só se localiza na bexiga e provoca febre e queda do estado orgânico em geral e perda de apetite, podendo até mesmo destruir os rins ou deixar cicatrizes renais, provocando hipertensão, conforme esclarece Antônio Macedo. “O problema pode levar à insuficiência renal de acordo com as cicatrizes renais existentes”, diz o especialista. O grande problema, na sua opinião, é a falta de diagnóstico, porque na consulta de emergência o pediatra não encontra região infeccionada (garganta, ouvido) e o caso é rotulado de virose. “Nos casos não óbvios de infecções visíveis, deve-se pedir um exame de urina e a investigação deve ser encaminhada a um urologista pediátrico”, recomenda.” É necessário fazer um Raios X da bexiga com contraste”, completa.

Mais matérias
desta edição