app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Cidades

Pol�cia amea�a deflagrar greve para obter adicional noturno

Os policiais civis prometem decretar uma nova greve se até o próximo dia 5 a Secretaria de Defesa Social (SDS) não implantar o adicional noturno nos salários de toda a categoria. Nesse dia, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Alagoas (Sindpol

Por | Edição do dia 28/03/2002 - Matéria atualizada em 28/03/2002 às 00h00

Os policiais civis prometem decretar uma nova greve se até o próximo dia 5 a Secretaria de Defesa Social (SDS) não implantar o adicional noturno nos salários de toda a categoria. Nesse dia, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Alagoas (Sindpol) tem agendada uma audiência com o secretário Antônio Arecippo, que estabeleceu uma escala de implantação da gratificação. A decisão foi tomada em assembléia dos policiais realizada, ontem, na sede da entidade. “Se a nossa reivindicação não for atendida, pretendemos paralisar os nossos trabalhos após essa reunião”, ameaçou o presidente do Sindpol, José Carlos Fernandes. Até agora, a SDS concedeu o benefício a policiais do Tigre, Departamento Científico, Instituto de Identificação e aos integrantes da Operação Litorânea, além da equipe de segurança do secretário. A SDS prometeu que a implantação do adicional noturno para os policiais civis da capital acontecerá a partir dos salários de março e em abril para o pessoal lotado nas delegacias do interior do Estado. “Mas se até a data do encontro com o secretário não estiver nada definido, partiremos para uma nova paralisação”, avisou José Carlos. Para o Sindpol, o governo não está dando importância às reivindicações da categoria, que vem cobrando há vários meses uma posição com relação ao pagamento do adicional noturno. Eles querem que a gratificação seja estendida imediatamente a todos os policiais que trabalham no regime de plantão das 22 às 5 horas.

Mais matérias
desta edição