app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

AL TEM MAIS DE 32 MIL CASOS DE COVID E QUASE MIL ÓBITOS

Na sexta-feira, Estado registrou 799 novos infectados e 17 mortes: 74% das pessoas que contraíram o vírus já estão curadas

Por Fábio Costa | Edição do dia 27/06/2020 - Matéria atualizada em 26/06/2020 às 21h31

Mais 799 casos do novo coronavírus foram confirmados em Alagoas na sexta-feira (26), o que elevou o o total de infectados no Estado para 32.864. Também foram contabilizadas mais 17 mortes, totalizando 975 óbitos. Se a média diária dos últimos dias for mantida, o Estado atingirá neste fim de semana a marca de mil mortes por Covid-19. De acordo como o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), do total de infectados 24.380 já se curaram, o que corresponde a 74%. No momento, 7.238 estão em isolamento domiciliar e 268 internados. Há aina 3.855 casos em investigação laboratorial. Das 17 mortes confirmadas na sexta-feira, seis vítimas residiam em Maceió, sendo cinco homens, com idades de 69, 69, 20, 80, e 72 anos; e uma mulher de 67 anos. O homem de 69 anos não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Medradius; outro homem de 69 anos era diabético e hipertenso e faleceu no Hospital Maceió; o homem de 20 anos não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Sanatório; o homem de 80 anos era hipertenso e diabético e faleceu no Hospital da Mulher; e o homem de 72 anos era hipertenso e faleceu no Hospital Maceió. A mulher de 67 anos era diabética, hipertensa e cardiopata e faleceu na Santa Casa de Maceió.

INTERIOR

A Covid-19 vitimou mais onze pessoas que moravam no interior do Estado, sendo seis homens e cinco mulheres. O homem de 51 anos que morava em Maribondo não tinha registro de comorbidades e faleceu na UPA de Palmeira dos Índios; o homem de 102 anos, que residia em Maravilha, também não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Clodolfo Rodrigues; o homem de 51 anos, de Santana do Mundaú, era etilista e faleceu em sua residência; o homem de 87 anos, de Arapiraca, tinha doença respiratória crônica e doença cromossômica de fragilidade imunológica e faleceu no Hospital Helvio Auto; o homem de 61 anos, de São Luís do Quitunde, era diabético e faleceu no Hospital Metropolitano; e o homem de 48 anos, de Boca da Mata, era hipertenso e faleceu no HGE. Em relação aos óbitos do sexo feminino, a mulher de 70 anos era de Lagoa da Canoa, tinha hipertensão e faleceu no Hospital Chama; a vítima de 78 anos era de Limoeiro de Anadia, não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Regional de Arapiraca; a mulher de 48 anos morava em Teotônio Vilela, era diabética e faleceu no Hospital Helvio Auto; a vítima de 31 anos era de Rio Largo, não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Universitário; e a mulher de 28 anos era da Barra de Santo Antônio, não tinha registro de comorbidades e faleceu na UPA Jacintinho.

Mais matérias
desta edição