app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

PF PRENDE SUSPEITO DE TRÁFICO VIA CORREIOs

Polícia Federal (PF) de Alagoas, com o apoio da Polícia Militar (PM), deflagrou, nessa quarta-feira (15), a Operação Encomendas com o objetivo de dar cumprimento a um mandado de prisão e sete mandados de busca e apreensão expedidos pela 15ª Vara Criminal

Por Clariza Santos | Edição do dia 16/07/2020 - Matéria atualizada em 15/07/2020 às 22h42

Polícia Federal (PF) de Alagoas, com o apoio da Polícia Militar (PM), deflagrou, nessa quarta-feira (15), a Operação Encomendas com o objetivo de dar cumprimento a um mandado de prisão e sete mandados de busca e apreensão expedidos pela 15ª Vara Criminal da Capital, contra pessoas investigadas de praticar tráfico de drogas por encomendas em Maceió. De acordo com a PF, a investigação teve início em maio deste ano, depois que a área de Segurança dos Correios identificou e comunicou à polícia sobre a suspeita de que havia, em diversas encomendas postadas no Estado de São Paulo, e destinadas a capital alagoana, conteúdo que aparentava ser de substâncias ilícitas. Em contato com a Gazetaweb, os Correios informaram que trabalham em parceria com os órgãos de segurança pública para prevenir o tráfico de drogas e demais itens proibidos, por meio do serviço postal. “Os empregados atuam de forma diligente e são capazes de identificar qualquer postagem cujo conteúdo esteja em desacordo com a legislação. Quando algum objeto proibido e/ou ilícito é detectado, os Correios acionam os órgãos competentes. No entanto, esta operação foi realizada em sigilo pela Polícia Federal”, salienta a entidade. As encomendas foram todas apreendidas pela polícia, que constatou se tratar de maconha.

Ao analisar os documentos e demais elementos existentes sobre os remetentes e os destinatários das encomendas, os policiais perceberam que, apesar das informações serem desencontradas e falsas, havia relação entre os vários objetos postais, o que poderia caracterizar um esquema de tráfico de drogas. Um dos destinatários já havia sido preso por tráfico de drogas.

Os envolvidos na postagem e no recebimento das encomendas estão sujeitos a uma pena de até 15 anos de reclusão pelo crime de tráfico de entorpecentes. Ainda conforme a polícia, as investigações continuam, e o material apreendido por força do cumprimento das buscas será juntado aos autos do inquérito policial instaurado na Polícia Federal em Alagoas, após análise pericial. O nome da operação faz referência ao meio utilizado pelos traficantes para enviar droga através dos Correios. Confira a nota dos Correios na íntegra: Os Correios trabalham em parceria com os órgãos de segurança pública para prevenir o tráfico de drogas e demais itens proibidos, por meio do serviço postal. Os empregados atuam de forma diligente e são capazes de identificar qualquer postagem cujo conteúdo esteja em desacordo com a legislação. Quando algum objeto proibido e/ou ilícito é detectado, os Correios acionam os órgãos competentes. No entanto, esta operação foi realizada em sigilo pela Polícia Federal.

Mais matérias
desta edição