app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades Maceió, 03 de setembro de 2020
Banco de sangue do Hemoal,  estoque está complexa, número de candidatos à doação de sangue caiu drasticamente no Hemocentro de Alagoas. 
Foto: ©Ailton Cruz

HEMOAL TEM MENOS DE 30% DO ESTOQUE MÍNIMO NECESSÁRIO

Para atender à demanda, o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) deveria contar com pelo menos 300 bolsas de sangue, mas, nessa segunda-feira (14), tinha apenas 86. Ou seja, menos de 29% do mínimo necessário, percentual que reduz a cada dia. Há menos de uma seman

Por regina carvalho | Edição do dia 15/09/2020 - Matéria atualizada em 14/09/2020 às 23h01

Para atender à demanda, o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) deveria contar com pelo menos 300 bolsas de sangue, mas, nessa segunda-feira (14), tinha apenas 86. Ou seja, menos de 29% do mínimo necessário, percentual que reduz a cada dia. Há menos de uma semana, havia quase 40%.

Desde março, quando sugiram os primeiros casos de Covid em Alagoas, a situação no Hemoal se tornou mais grave. O isolamento social resguardou parte da população, mas deixou o estoque que salva vidas quase zerado, mesmo com medidas como o agendamento de doações e coletas externas.

Diante do baixíssimo estoque, a gerente do Hemoal, Verônica Guedes, diz que só as urgências são atendidas. Isso representa que são priorizados os pacientes vítimas de traumas causados por acidentes no trânsito e os feridos por armas de fogo e branca. “São estes pacientes, internados em unidades como o HGE [Hospital Geral do Estado], por exemplo, que não podem ficar sem transfusão, diante da gravidade do estado clínico e, porque, na maioria das vezes, perderam muito sangue devido aos ferimentos que sofreram. Com esta situação, ficamos impedidos de atender as cirurgias eletivas, por isso, o novo apelo para que as pessoas com boa saúde possam comparecer ao Hemoal para se candidatar à doação voluntária de sangue”, salientou Verônica Guedes. Segundo informação da assessoria de comunicação do Hemoal, para se candidatar à doação de sangue, além de peso igual ou superior a 50 kg e idade entre 16 e 69 anos, o voluntário deve estar usando máscara e portando um documento de identificação com foto. Caso seja menor de 18 anos, é imprescindível estar acompanhado dos pais, além de portar um documento de identificação oficial e original dos responsáveis. Para repetir o ato, os homens devem respeitar um prazo de dois meses e as mulheres ficam impedidas durante três meses. No caso das gestantes e lactantes, é proibida a doação e as pessoas que tenham contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas, ficam impossibilitadas permanentemente. “Quanto aos voluntários infectados pelo novo coronavírus, há impedimento de doar sangue pelo período de 30 dias contados após a recuperação. Já os que tiveram apenas contato com pessoas infectadas, devem aguardar 14 dias e, caso não apresentem sintomas da Covid-19, podem realizar a doação”, informa o Hemoal.

Mais matérias
desta edição