app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

MUNICÍPIO DE PALESTINA TEM MAIOR TAXA DE INCIDÊNCIA DE COVID EM AL

São 4.869,3 casos por 100 mil habitantes, o dobro da média registradas pelo Estado

Por Jamylle Bezerra | Edição do dia 16/09/2020 - Matéria atualizada em 15/09/2020 às 22h44

Dados do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) nesta terça-feira mostram que o município de Palestina tem a maior taxa de incidência de Covid no Estado, registrando 4.869,3 casos por 100 mil habitantes, o dobro da registrada no Estado, que é de 2.641. Logo atrás vem Arapiraca, com taxa de 4.784,1. Maceió tem índice um pouco acima da média estadual (2.641). Nesta terça-feira foram confirmadas mais seis mortes e 263 casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o Estado tem um total de 82.595 casos confirmados do novo coronavírus e se aproxima de 2 mil mortes, já contabilizando 1.991 óbitos provocadas pela doença. Até o momento, 1.131 estão em isolamento domiciliar e outros 79.411 pacientes já finalizaram o período de isolamento, pois não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 2.059 casos em investigação laboratorial. Os casos confirmados de pessoas com a Covid-19 estão distribuídos nos 102 municípios alagoanos. Em relação ao quadro total de óbitos em Alagoas, estão confirmados 1.991 óbitos por Covid-19, mas, oito deles, eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres. Dos 1.983 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 1.118 eram do sexo masculino e 865 do sexo feminino. Eram 922 pessoas que residiam em Maceió e as outras 1.061 moravam no interior do Estado, segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), da Sesau. No boletim desta terça-feira (15), mais seis mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus. Três vítimas eram residentes em Maceió e todas do sexo feminino. Outras três vítimas moravam no interior do Estado (Santana do Ipanema e Piranhas), sendo duas mulheres e um homem.

Mais matérias
desta edição