app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

OPERAÇÃO DESARTICULA BANDOS QUE ATUAVAM NO TRÁFICO E OUTROS CRIMES

Força-tarefa cumpriu ontem 37 mandados de prisão e 30 de busca e apreensão

Por Thiago Gomes e Greyce Bernardino | Edição do dia 16/09/2020 - Matéria atualizada em 15/09/2020 às 22h50

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), por meio das Polícias Civil (PC) e Militar (PM), deflagrou, nesta terça-feira (15), uma operação integrada, denominada Xeque-Mate, com o objetivo de desarticular duas organizações criminosas, vinculadas a uma facção criminosa de âmbito nacional, que praticavam tráfico de drogas e outros delitos em Maceió e, também, no município de Maribondo. As investigações tiveram início em abril deste ano. Durante os trabalhos investigativos, ficou constatada a existência de duas organizações criminosas, que praticavam suas ações delituosas na cidade de Maribondo e em Maceió, especialmente nos bairros do Centro, Levada, Jacintinho e Vergel do Lago. Com base nas provas técnicas resultantes da investigação, a Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC) solicitou os mandados à 17ª Vara Criminal da Capital, que acolheu os pedidos. Ao todo, foram 67 mandados, sendo 37 de prisão e 30 de busca e apreensão. Participaram do cumprimento dos mandados equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), 1º, 8° e 10° Batalhões da Polícia Militar. Pela Polícia Civil, participaram equipes do Tático Integrado de Grupo de Resgates Especiais (TIGRE), Seção de Capturas, Núcleo de Inteligência da DEIC e Asfixia. Ainda houve apoio do Grupamento Aéreo. Durante a operação, foi apreendida uma quantidade de drogas, que ainda será pesada. Todos os presos foram levados para a sede da DEIC, no bairro da Santa Amélia, em Maceió, para a confecção dos procedimentos legais cabíveis. A população pode contribuir com o trabalho da Segurança Pública, repassando informações sobre esta e outras organizações criminosas, utilizando o Disque-Denúncia. As denúncias podem ser enviadas por meio do aplicativo para smartphone ou podem ser feitas pelo número 181. A ligação é gratuita e o sigilo é garantido.

Mais matérias
desta edição