app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Cidades

Triagem pode p�r fim � superlota��o na UE

O Conselho Estadual de Saúde discutiu, ontem, estratégias para desafogar a Unidade de Emergência Dr. Armando Lages, deixando o local apenas para o atendimento aos pacientes politraumatizados. Os gestores propuseram que a UE seja apenas referência par

Por | Edição do dia 02/04/2002 - Matéria atualizada em 02/04/2002 às 00h00

O Conselho Estadual de Saúde discutiu, ontem, estratégias para desafogar a Unidade de Emergência Dr. Armando Lages, deixando o local apenas para o atendimento aos pacientes politraumatizados. Os gestores propuseram que a UE seja apenas referência para emergência e passe a fazer triagem de pacientes, encaminhando os casos de doenças crônicas e clínica médica para os hospitais conveniados do Sistema Único de Saúde (SUS). O secretário-adjunto da Saúde, Jorge Villas Boas, explicou que a Sesau está cumprindo a meta de descentralização do atendimento de emergência, ao dotar os hospitais do Interior de infra-estrutura para pacientes vítimas de acidentes e de traumatismos em geral, inclusive tem investido em serviços de cardiologia nos hospitais regionais, evitando que os casos sejam encaminhados para o Pronto-Socorro. O aumento de vagas nos hospitais do SUS instalados na capital também foi outra sugestão dos conselheiros. Atualmente, a capital ocupa o equivalente a 20% dos leitos de emergência, ou seja, cerca de 78 leitos. A UE dispõe de 315 leitos e sempre tem problema de superlotação porque a triagem não é feita. O hospital recebe todos os pacientes recusados pelos outros estabelecimentos de saúde.

Mais matérias
desta edição