app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

AL REGISTRA CASOS DE PESSOAS QUE ENFRENTAM COVID PELA SEGUNDA VEZ

De acordo com infectologista, não dá para saber se o fato é uma reinfecção ou se o vírus permanece no corpo e depois reaparece

Por Hebert Borges | Edição do dia 21/11/2020 - Matéria atualizada em 20/11/2020 às 22h02

O presidente da Sociedade Alagoana de Infectologia, Fernando Maia, confirmou que já há registros em Alagoas de pessoas que enfrentam a Covid-19 pela segunda vez. De acordo com o médico, não dá para saber se o fato é uma reinfecção ou se o vírus permanece no corpo e, depois, reaparece. Segundo Maia, a imunidade contra o vírus dura, aproximadamente, 90 dias. Ele explica que, para confirmar a reinfecção, são necessários exames que não estão disponíveis na rede pública nem na rede privada, somente em laboratórios de pesquisa. Fernando Maia conta que a segunda infecção pode ser totalmente diferente da primeira. Ele diz que, teoricamente, a gravidade da doença está ligada à carga viral que as pessoas recebem e que o uso de máscara auxilia na proteção contra a transmissão do vírus. A Gazetaweb noticiou, na terça-feira (17), que os casos de Covid-19 cresceram 91,7% em Maceió, nas últimas duas semanas. Os registros saltaram de 145 infecções entre o período de 25 de outubro a 31 de outubro para 278 entre 8 de novembro a 14 de novembro. As informações constam no relatório do Observatório Alagoano de Políticas Públicas de Combate à Covid-19, da Ufal.

De acordo com o documento, o avanço foi de 31,8% em todo o estado. Os registros semanais saíram de 665 casos para 877, em Alagoas. Em Arapiraca, segunda maior cidade do estado, o aumento é de 35%, saindo de 117 para 158 casos semanais. Sob a supervisão da Editoria de Cidades

Mais matérias
desta edição