app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Cidades

Viatura da PRF � apedrejada durante bloqueio em Novo Lino

SEVERINO CARVALHO Sucursal União dos Palmares- Revolta, viaturas da Polícia Rodoviária Federal apedrejadas e  tiros para o alto. Ontem, no segundo dia de bloqueio da BR-101, Km 8, em Novo Lino, por pouco não aconteceu um confronto entre os mais de 150 in

Por | Edição do dia 04/04/2002 - Matéria atualizada em 04/04/2002 às 00h00

SEVERINO CARVALHO Sucursal União dos Palmares- Revolta, viaturas da Polícia Rodoviária Federal apedrejadas e  tiros para o alto. Ontem, no segundo dia de bloqueio da BR-101, Km 8, em Novo Lino, por pouco não aconteceu um confronto entre os mais de 150 integrantes do Movimento dos Trabalhadores (MT) e policiais rodoviários federais. Houve princípio de tumulto e um sem-terra chegou a ser detido. Revoltados, seus companheiros revidaram atirando pedras nos carros da polícia. Cansados e com fome, motoristas aguardavam há mais de 30 horas a liberação da pista em um congestionamento de 9 km. A rodovia federal foi fechada às 10 horas da última terça-feira. Transtornos Os sem-terra do MT exigiam a imediata imissão de posse das fazendas Belo Horizonte, em Novo Lino, e Papuã e Santa Luzia, em São Luiz do Quitunde. Também cansados de esperar pela desapropriação das terras, eles fecharam também a AL- 430, em Flexeiras, utilizando uma carroça e troncos de árvores. Depauperado, vindo de uma viagem a Salvador que já durava 18 horas, o comerciante Flávio Emanuel suplicava aos sem-terra para passar pelo bloqueio na BR-101 e ir ao encontro da filha, que tinha sido atropelada e estava internada num hospital do município de Palmares (PE). Os sem-terra liberaram a passagem para ele. Os postos fiscais de Alagoas e de Pernambuco ficaram lotados de caminhões e de carretas no aguardo da liberação da pista. O centro urbano de Novo Lino transformou-se num grande estacionamento para veículos pesados.

Mais matérias
desta edição