app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

NÚMERO DE EXAMES ANALISADOS PELO LACEN TEM QUEDA DE 18%

Na semana passada, laboratório realizou 3.360 exames para detecção da Covid

Por HEBERT BORGES REPÓRTER | Edição do dia 06/04/2021 - Matéria atualizada em 06/04/2021 às 00h05

O número de exames laboratoriais para diagnosticar a Covid-19 analisados pelo Laboratório Central de Alagoas (Lacen-AL) recuou 18% na última semana. Os dados foram tabulados pelo Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19 da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Os números mostram que foram 3.360 exames realizados. Destes, 46% deram positivo. Contudo, em alguns municípios de Alagoas, a demanda por esses testes chegou a crescer 500%. É o que apontam dados tabulados por pesquisadores do Instituto de Geografia, Desenvolvimento e Meio Ambiente (Igdema) da Ufal. O município alagoano com maior aumento na procura por exames laboratoriais para diagnosticar Covid-19 na última semana foi Olho d’Água Grande, com 500% de aumento, logo depois aparece Pindoba, com 300%, e São José da Laje, com 200%. Em outro cenário, estão os municípios que viram essa procura diminuir, e o líder deles é Maravilha, que teve recuo de 87,5% na demanda por esses exames. Em Jacaré dos Homens, no Sertão do Estado, a redução chegou a 80%.

Em números gerais, 53 dos 102 municípios do Estado tiveram estabilidade ou queda na procura por exames. Entre estas cidades está Maceió, que teve recuo de 3,2%. Já os outros 49 municípios de Alagoas estão com altas que variam de 1 a 500%.

Mais matérias
desta edição