app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

COVID: MAIS DE 7 MIL PROFISSIONAIS DE SAÚDE JÁ FORAM INFECTADOS EM AL

Em seis meses, número de trabalhadores do setor contaminados aumentou 17%

Por regina carvalho | Edição do dia 08/04/2021 - Matéria atualizada em 08/04/2021 às 02h08

A pandemia de Covid-19 já fez adoecer mais de 7 mil profissionais de saúde de Alagoas e, desse total, 4,1 mil atuam em Maceió. Esses trabalhadores representam 4,5% das notificações no Estado, que se aproximam de 160 mil. Em seis meses, o aumento foi de 17% do número de casos.

A Gazeta tentou informações com entidades locais para saber sobre a quantidade de médicos mortos por Covid, mas recebeu a informação que os números ainda serão atualizados.

Já o Conselho Federal de Medicina (CFM) – em sua página na internet – confirma onze vítimas no Estado e, no Brasil, 624 óbitos. Na próxima semana, novos dados serão inseridos no portal, segundo informou a assessoria da entidade. Em relação aos profissionais de enfermagem, até o dia 16 março, foram informados 1.289 casos suspeitos e confirmados e oito óbitos. Os dados foram informados pelo Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren/AL). Pesquisa da Associação Médica Brasileira (AMB) aponta que mais de 90% dos profissionais apresentaram, durante a pandemia de Covid, pelo menos um desses sintomas: ansiedade, estresse, sensação de sobrecarga, exaustão física ou emocional, mudanças bruscas de humor e falta de concentração. No levantamento feito, a entidade contabilizou que mais de 70% dos médicos veem inadequações nas orientações de isolamento, 80% em relação à necessidade de ventilação de ambientes, 56% insuficiências para evitar aglomerações, 88,6% no rastreamento aos contactantes e 76,10% inadequações no quesito campanha para busca de serviços de saúde em caso de sintomas.

Mais matérias
desta edição