app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Amea�as a jornalistas ser�o denunciadas em Bras�lia

O Sindicato dos Jornalistas de Alagoas e a Cooperativa dos Profissionais de Comunicação do Estado formalizaram, ontem, pedido de apoio à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL), no caso das ameaças feitas, publicamente, pelo deputado estadual João Beltrão

Por | Edição do dia 14/02/2004 - Matéria atualizada em 14/02/2004 às 00h00

O Sindicato dos Jornalistas de Alagoas e a Cooperativa dos Profissionais de Comunicação do Estado formalizaram, ontem, pedido de apoio à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL), no caso das ameaças feitas, publicamente, pelo deputado estadual João Beltrão a jornalistas da imprensa alagoana. O presidente do Sindjornal, jornalista Antônio Pereira, entregou ofício ao presidente da Ordem, Marcos Bernardes de Mello, durante reunião no Conselho Seccional da entidade, que se comprometeu em apoiar a categoria. Inclusive, um documento será redigido por uma comissão criada pelo conselho e será encaminhado ao Ministério da Justiça e ao Conselho Federal da OAB, relatando todos os fatos envolvendo essa questão. “Essa medida, inclusive, tem que ser tomada com a maior urgência possível. Não podemos deixar que fatos dessa natureza venham acontecer, sem que seja tomada nenhuma providência”, disse o advogado Everaldo Patriota, membro do Conselho da Ordem. Além dessa medida, a OAB divulgará uma nota oficial pública, manifestando a preocupação com este episódio e pedindo providências por parte dos órgãos competentes. Na segunda-feira próxima, representantes do Sindjornal vão participar de uma audiência com o secretário de Defesa Social, Robervaldo Davino, às 13 horas, para externar a ele a situação por que passam os jornalistas. Deste encontro também irão participar o presidente da OAB/AL, Marcos Mello, e Everaldo Patriota. “Não podemos ficar calados num momento como esse. Não é a primeira vez que isso acontece com jornalistas alagoanos. Quando certos políticos se sentem “magoados” com alguma notícia divulgada pela imprensa, começam a querer intimidar a classe. Estamos aqui porque a categoria está se sentindo ameaçada e coagida. Inclusive, na próxima semana, vamos a Brasília, falar, pessoalmente com o ministro da Justiça, Márcio Thomás Bastos”, disse o presidente do Sindjornal, Antônio Pereira. Segundo ele, esse encontro está sendo articulado pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB, advogado Narciso Fernandes. (FM)

Mais matérias
desta edição