app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Cidades

Edital de concurso para a Sa�de tem nova altera��o

O governo publica na edição de hoje do Diário Oficial do Estado mais um Edital de Retificação do concurso da Saúde, alterando o código 06 do Anexo 1 referente ao cargo de Biólogo, que passa a vigorar com nova redação. Os interessados em se inscrever para

Por | Edição do dia 10/04/2002 - Matéria atualizada em 10/04/2002 às 00h00

O governo publica na edição de hoje do Diário Oficial do Estado mais um Edital de Retificação do concurso da Saúde, alterando o código 06 do Anexo 1 referente ao cargo de Biólogo, que passa a vigorar com nova redação. Os interessados em se inscrever para este cargo deverão ter escolaridade de curso superior completo em História Natural - Bacharelado ou Licenciatura, Ciências Biológicas ou Licenciatura em Ciências com Habilitação em Biologia, atendendo o que dispõe a legislação federal que regulamenta a profissão. Ontem, o secretário de Estado da Administração, Valter Oliveira, afirmou que tudo o que tinha de ser explicado sobre o concurso público da Saúde ele explicou durante a entrevista coletiva realizada, na última semana, quando foram divulgadas as mudanças no edital do concurso, publicadas na edição do Diário Oficial do Estado da última segunda-feira. “Todas as questões levantadas pelas entidades de classe já foram explicadas naquela entrevista e as alterações que puderam ser feitas no edital já aconteceram e, infelizmente, não há mais nada o que se possa fazer”, disse o secretário, em resposta às críticas, mesmo após as alterações, de entidades de classe, como o Sindicato dos Médicos. Segundo o secretário, o Sindicato dos Médicos está “batendo na mesma tecla”, ou seja, insistindo nos mesmos questionamentos a respeito do concurso da área de Saúde, quando anunciou que entrará na Justiça para contestar o edital. “Os médicos têm o direito de entrar na Justiça como eles estão pretendendo. Porém, é também um direito do governo atender ou não às reivindicações da categoria, de acordo com as possibilidades que a estrutura do Estado permite”, observou. Sobre a questão salarial do pessoal de nível superior, também contestada pelo Sindicato dos Médicos, o secretário afirma que o salário para os servidores desse nível é de R$ 824,00 e não pode ser modificado, a não ser que houvesse uma mudança no piso salarial estipulado pelo governo, o que não poderá ser feito.

Mais matérias
desta edição