app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades O número de casos suspeitos de Covid-19 também apresentou um aumento no estado

OCUPAÇÃO DE UTIs SOBE E TRANSMISSÃO SEGUE INSTÁVEL EM ALAGOAS

Apesar da redução no número de óbitos causados pelo vírus, os demais indicadores, como casos e a ocupação de leitos, têm avanço

Por TATIANNE BRANDÃO | Edição do dia 18/05/2021 - Matéria atualizada em 18/05/2021 às 04h00

Os dados da Covid 19 em Alagoas continuam apontando para uma instabilidade da transmissão do vírus no estado, segundo dados analisados pelo Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid 19 (OAPPEC). Apesar de uma redução no número total de óbitos causados pelo vírus, os demais indicadores, como casos e a ocupação de leitos de UTI, apresentaram crescimento na 19ª Semana Epidemiológica. Foram 4.790 casos e 114 óbitos registrados durante a semana. Das doze Regiões Sanitárias analisadas, seis apresentaram um aumento no número de óbitos em relação à semana anterior e sete o aumento no número de casos. O único local onde foi observada uma queda simultânea de casos e óbitos nos últimos 14 dias foi Maceió. O maior aumento em casos ocorreu em Arapiraca (de 429 para 657), enquanto o de óbitos foi na 6ª Região Sanitária (de 2 para 8 mortes). As maiores incidências do vírus foram observadas em Arapiraca (284 casos para cada 100 mil habitantes), 6ª RS (180 casos/100 mil) e a 1ª RS (164 casos/100 mil). Em relação às mortes, a 1ª RS registrou 7,4 mortes para cada 100 mil habitantes, seguida de Maceió (4,5) e Arapiraca (3,9). O número de casos suspeitos de Covid-19 também apresentou um aumento no estado. Foram 12.370 casos suspeitos no sábado (12.370 casos), o maior número em oito semanas. O aumento nos casos suspeitos pode ser uma consequência do período, onde há um crescimento na incidência de doenças, como dengue e H1N1. Por isso, a proporção de testes RT/PCR que retornam positivos também é levada em consideração. A proporção aumentou na última semana, chegando a 45%, número similar ao visto nas últimas dez semanas. A ocupação de leitos de UTI apresentou um aumento significativo na última semana. De acordo com Boletim de Ocupação de sábado (15), a ocupação dos leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19 se encontrava em 79%, patamar muito próximo da margem crítica de 80% onde medidas mais rígidas de isolamento social são recomendadas por especialistas. Novamente, a distribuição geográfica dos leitos apresenta um cenário mais preocupante do que a média geral: dos nove municípios onde leitos de UTI exclusivos para o tratamento da doença são disponibilizados, vários já ultrapassaram o patamar de 80%. É o caso de Coruripe (93%), São Miguel dos Campos (90%), Arapiraca (89%), Santana do Ipanema (87%) e Porto Calvo (80%). Maceió, que possui mais da metade dos l eitos de UTI do estado, registra uma ocupação de 78%.

VACINAÇÃO NO ESTADO

Apesar de ainda ser lento, considerando como meta vacinar toda a população adulta até o fim do ano, o ritmo de vacinação em Alagoas acelerou na 19ª Semana Epidemiológica. Foram aplicadas 77.170 doses de vacinas contra o vírus na semana, um aumento de 28% em relação à semana anterior. Foram 786 mil doses aplicadas ao todo no estado, sendo 541 mil correspondentes à primeira dose e 245 mil à segunda, 25% e 11% da população, respectivamente. Os dados estudados não indicam um controle da transmissão do vírus no estado, segundo a avaliação dos pesquisadores do OAPPEC. Com um índice reprodutivo efetivo (Rt) acima de 1, a contaminação segue crescente no estado. A adoção de medidas de controle e a colaboração da população são essenciais para, junto à vacinação, garantir um retorno futuro à normalidade.

Mais matérias
desta edição