app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

ESTADO ULTRAPASSA OS 190 MIL CASOS DE COVID

.

Por Jamylle Bezerra | Edição do dia 27/05/2021 - Matéria atualizada em 27/05/2021 às 04h00

Com mais 793 casos confirmados de Covid-19, Alagoas ultrapassou, nessa quarta-feira (26), os 190 mil registros da doença, que já matou 4.661 pessoas no estado. Os dados constam no Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) nesta quarta-feira (26). De acordo com ele, o estado tem um total de 190.379 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 3.425 estão em isolamento domiciliar. Outros 181.513 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há, ainda, 15.292 casos em investigação laboratorial. Em 24 horas, foram registradas mais 18 mortes em território alagoano, fazendo com que o estado alcance a marca de 4.661 óbitos por Covid-19. Entre as 18 mortes confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, seis vítimas eram da capital alagoana e 12 do interior do Estado. As vítimas de Maceió eram três homem de 56, 72 e 78 anos, além de três mulheres de 47, 54 e 67 anos. O homem de 56 anos tinha doença cardiovascular, doença neurológica e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; o homem de 72 anos tinha diabetes, hipertensão, obesidade e morreu no Hospital do Coração de Alagoas, em Maceió; o homem de 78 anos não tinha comorbidades e morreu na Santa Casa, em Maceió; a mulher de 47 anos era obesa e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 54 anos era tabagista e morreu também no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; e a mulher de 67 anos tinha asma, hipertensão, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), coronariopatia e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió.

Em relação às 12 vítimas que residiam no interior do Estado, eram cinco homens de 35, 37, 65, 73 e 79 anos, além de sete mulheres de 17, 47, 61, 62, 73, 78 e 89 anos. O homem de 35 anos era de Igaci, não tinha comorbidades e morreu na Unidade Mista Santina Toledo Albuquerque, em Igaci; o homem de 37 anos morava em Palmeira dos Índios, tinha sinusite crônica e morreu no Hospital Regional Santa Rita, em Palmeira dos Índios; o homem de 65 anos morava em Paulo Jacinto, não tinha comorbidades e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; o homem de 73 anos morava em Penedo, tinha doença cardiovascular crônica, diabetes e morreu na Santa Casa, em Penedo; o homem de 79 anos morava em Palmeira dos Índios, era hipertenso, tinha câncer e morreu no Hospital Universitário (HU), em Maceió; a mulher de 17 anos era de Porto de Pedras, não tinha comorbidades e morreu na Santa Casa, em Maceió; a mulher de 47 anos morava em Porto Calvo, era hipertensa e morreu no Hospital Regional do Norte (HRN), em Porto Calvo; a mulher de 61 anos morava no Pilar, tinha câncer de útero e morreu no Hospital Universitário (HU), em Maceió; a mulher de 62 anos residia em Paripueira, tinha doença cardiovascular, diabetes, hipertensão e morreu no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 73 anos morava em Marechal Deodoro, era tabagista e morreu também no Hospital da Mulher (HM), em Maceió; a mulher de 78 anos morava em Penedo, tinha doença cardiovascular crônica e morreu na Santa Casa, em Penedo; e a mulher de 89 anos morava em Satuba, tinha hipertensão, diabetes, Alzheimer e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió.

Os casos confirmados de pessoas com a Covid-19 estão distribuídos nos 102 municípios alagoanos. Em relação ao quadro total de óbitos em Alagoas, estão confirmados 4.661 óbitos por Covid-19, mas, oito deles, eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres. Dos 4.653 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 2.582 eram do sexo masculino e 2.071 do sexo feminino. Eram 2.125 pessoas que residiam em Maceió e as outras 2.528 moravam no interior do Estado, segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), da Sesau.

* Com informações da assessoria

Mais matérias
desta edição