app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

ATIVIDADES DA BRASKEM AFETARAM 16 ESCOLAS

.

Por regina carvalho | Edição do dia 12/06/2021 - Matéria atualizada em 12/06/2021 às 04h00

Levantamento do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal) mostra que as atividades de mineração da Braskem em Maceió afetaram 16 escolas públicas na capital, onze delas da rede estadual de ensino. Foram afetadas, da rede municipal, as unidades Padre Brandão Lima, Jornalista Edécio Lopes, CMEI Luiz Calheiros Júnior, CMEI Braga Neto e Bonifácio da Silveira. E estadual, Professor José Vitorino da Rocha (Cepa), Bom Conselho, Rosalvo Ribeiro, Alberto Torres e José Correia da Silva Titara (Cepa). O Sinteal informa que seis das dezesseis escolas públicas atingidas devem receber atenção: Afrânio Lages, Laura Dantas, Moreira e Silva, Princesa Isabel, Antiga Escola de Artes (Susepe) e Cenfor, todas no Cepa. Em relação às unidades da rede municipal, a prefeitura já anunciou que 1,2 mil alunos devem mudar de endereço escolar: Escola Municipal Radialista Edécio Lopes (Pinheiro); Escola Municipal Padre Brandão Lima (Pinheiro); Escola Municipal Major Bonifácio da Silveira (Bebedouro); Escola Municipal Infantil Luiz Calheiros Júnior (Pinheiro); Centro Municipal de Educação Infantil Braga Neto (Pinheiro).

Em audiência pública híbrida, na sexta-feira (11), a quarta para tratar desse tema, a Braskem discutiu, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), propostas para a remediação dos impactos do afundamento do solo na educação de Maceió, já que escolas devem ser realocadas de seus locais de origem por causa do problema.

No complexo educacional, portanto, foi levada em consideração a dimensão, as necessidades e a comodidade dos milhares de estudantes e os servidores da educação afetados. A mineradora, por sua vez, se disse ciente dos danos causados na vida de cada um, e no crescimento da evasão escolar, mas que vem trabalhando para solucionar os impasses. Conforme a Braskem, no mês de julho, começa o trabalho de campo para que haja o planejamento para a realocações não só do Cepa, como também das outras unidades de ensino.

Mais matérias
desta edição