app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

M�rmore para obra de aeroporto pode vir de fora

A possibilidade da maior parte do mármore a ser utilizado nas obras do Aeroporto Zumbi dos Palmares ser comprada em outros estados, está deixando apreensivos os empresários do setor em Alagoas. Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Mármor

Por | Edição do dia 21/03/2004 - Matéria atualizada em 21/03/2004 às 00h00

A possibilidade da maior parte do mármore a ser utilizado nas obras do Aeroporto Zumbi dos Palmares ser comprada em outros estados, está deixando apreensivos os empresários do setor em Alagoas. Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Mármore e Granito, José Fernandes Souza de Holanda, o segmento está acompanhando as coletas de preço e consultas feitas às empresas locais e, pelo que tem observado, apenas 25% do mármore necessário para a construção do aeroporto devem ser comprados aqui. Incentivo Na avaliação do empresário, o governo alagoano deveria seguir o exemplo de outros estados como Pernambuco e Ceará que, na construção dos aeroportos das respectivas capitais, deram atenção especial aos fornecedores locais. “Além da arrecadação de impostos ser maior, essa medida também tem reflexos sociais importantíssimos, pois gera empregos e renda”, salientou José Fernandes. De acordo com o dirigente do Sindicato, caso 75% do mármore para a obra do aeroporto sejam comprados em outros estados, os cofres de Alagoas perderão cerca de R$ 200 mil na arrecadação de impostos. A compra de mármore alagoano também daria mais fôlego ao setor, que gera 400 empregos diretos somente nas empresas formais. Mesmo com a apreensão, os empresários mantêm uma expectativa de otimismo. “Confiamos nas autoridades competentes e sabemos dos esforços do governador Ronaldo Lessa e sua equipe para desenvolver o nosso Estado. Por isso, temos esperanças de que isso não se confirme”, concluiu José Fernandes ao analisar a situação.

Mais matérias
desta edição