app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5692
Cidades

TREM MARIA-FUMAÇA FICARÁ EM EXPOSIÇÃO NA ESTAÇÃO CENTRAL

Locomotiva a vapor de origem alemã poderá ser visitada entre os dias 28 e 30 deste mês

Por Lívia Tenório | Edição do dia 26/06/2021 - Matéria atualizada em 26/06/2021 às 04h00

Para amenizar essa lacuna de ausência de arraiás e forrós, a Superintendência de Trens Urbanos colocará a maria-fumaça exposta na plataforma da Estação Maceió, no Centro, de 28 a 30 de junho, aberta à visitação pública, das 8h às 17h.

Os usuários de trens e a população que passarem pela região poderão observar a beleza e as peculiaridades da locomotiva a vapor de origem alemã, quase centenária, que se prepara para atuar como trem turístico. Também poderá acessar o equipamento, de forma guiada, para fazer fotos ao lado da Maria Fumaça.

TREM TURÍSTICO

O projeto do Trem Turístico está em desenvolvimento pela CBTU e deve iniciar a operação no final deste ano. A maria-fumaça tem uma jardineira com 52 lugares, os bancos são originais, de ferro e madeira maciça, os passeios ocorrerão durante os finais de semana, saindo de Fernão Velho, distrito de Maceió, até a Estação Gustavo Paiva, em Rio Largo, passando pela Usina Utinga e visitação ao Instituto de Preservação da Mata Atlântica Para o superintendente de Trens Urbanos de Maceió, Carlos Jorge, permitir que a população possa conhecer a maria-fumaça é uma forma de resgatar o sentimento e o espírito do São João, tão fortes no alagoano e no povo nordestino. “A maria-fumaça traz à tona sentimentos de afeto pela história que representa. Também lembra o São João e os festejos juninos. Com certeza se não fosse a pandemia e a tragédia da Braskem, nossa locomotiva já estaria operando e levando muita alegria, cultura e animação para o nosso povo”. A visitação a maria-fumaça será guiada por funcionário, cumprindo todos os protocolos de enfrentamento à Covid-19, como distanciamento social, evitando aglomeração, com higienização das mãos e a obrigatoriedade do uso correto de máscaras.

* Sob supervisão da editoria de Cidades.

Mais matérias
desta edição