app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5691
Cidades

ALAGOAS TEM MAIS 19 ÓBITOS POR COVID E CHEGA A 5.320 VÍTIMAS

Estado registrou ontem 709 casos da doença; desde o início da pandemia são mais de 216 mil infetados em território alagoano

Por rayssa cavalcante | Edição do dia 30/06/2021 - Matéria atualizada em 30/06/2021 às 04h00

Nas últimas 24 horas, Alagoas registrou mais 19 óbitos por Covid-19, somando total de 5.320 mortes desde o início da pandemia. Ao todo, o estado ainda tem, após confirmação de 709 casos, 216.201 pessoas infectadas. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (28), pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Segundo os dados, do total de testes positivos, 3.406 pacientes estão em isolamento domiciliar e outros 206.808 já finalizaram o período de isolamento e não apresentam mais sintomas, sendo considerados como recuperados da doença. Ainda há 12.479 casos em investigação. Em relação ao quadro total de óbitos, oito eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres. Dos 5.312 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 2.959 eram do sexo masculino e 2.353 do sexo feminino.Eram 2.335 pessoas que residiam em Maceió e as outras 2.977 moravam no interior, segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs). Das 19 mortes confirmadas em um dia, seis residiam na capital alagoana e 13 do interior. As vítimas de Maceió eram três homens de 28, 51 e 74 anos, além de três mulheres de 56, 59 e 83 anos. O homem de 28 anos era hipertenso, obeso, tabagista e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; o homem de 51 anos não tinha comorbidades e morreu na Santa Casa, em Maceió; o homem de 74 anos era diabético e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 56 anos tinha doença cardiovascular, diabetes e morreu no Hospital Maceió, em Maceió; a mulher de 59 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; e a mulher de 83 anos não tinha comorbidades e morreu em seu domicílio. Em relação às 13 vítimas que moravam no interior, nove eram homens de 45, três de 46, 69, dois de 74, 75 e 85 anos, além de quatro mulheres de 50, 55, 60 e 70 anos. O homem de 45 anos, era de Joaquim Gomes, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; o primeiro homem 46 anos, era de União dos Palmares, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; o segundo homem de 46 anos, era de São José da Laje, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; o terceiro homem de 46 anos, residia em Arapiraca, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional, em Arapiraca; o homem de 69 anos, morava em Joaquim Gomes, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o primeiro homem de 74 anos, morava em Marechal Deodoro, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; o segundo homem de 74 anos, era de Matriz do Camaragibe, tinha diabetes, doença respiratória crônica e morreu no Hospital Regional do Norte (HRN), em Porto Calvo; o homem de 75 anos, residia em Arapiraca, tinha doença cardiovascular crônica, obesidade e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; e o homem de 85 anos, era de Monteirópolis, tinha doença cardiovascular, diabetes e morreu no Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema; a mulher de 50 anos, era de Maragogi, não tinha comorbidades e morreu na Santa Casa, em Maceió; a mulher de 55 anos, era de Jequiá da Praia, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Carvalho Beltrão, em Coruripe; a mulher de 60 anos, era de Maragogi, não tinha comorbidades e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; e a mulher de 70 anos, era de Palmeira dos Índios, tinha hipertensão, diabetes e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca. Leitos em hospitais Dos 1.488 leitos criados para atender pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 721 estavam ocupados até as 16 horas dessa segunda-feira (28), o que corresponde a 480% do total. Atualmente, 297 pacientes estão em leitos de UTI, 17 ocupando leitos intermediários e 407 em leitos de enfermaria.

*com informações da Sesau.

Mais matérias
desta edição