app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

ALAGOAS É ESTADO COM 2ª MAIOR INCIDÊNCIA DE DENGUE NO NORDESTE Variação do número de casos notificados é de 733,4% em comparação com o que foi registrado no mesmo período do ano passado REGINA CARVALHO REPÓRTER Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra que ocorreram 757.068 casos prováveis de dengue (taxa de incidência de 354,9 casos por 100 mil hab.) no Brasil até o fim da primeira semana de maio. E, quando se observa o número de notificações prováveis – com base na taxa de incidênc

Variação do número de casos notificados é de 733,4% em comparação com o que foi registrado no mesmo período do ano passado

Por regina carvalho | Edição do dia 21/05/2022 - Matéria atualizada em 20/05/2022 às 23h44

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde mostra que ocorreram 757.068 casos prováveis de dengue (taxa de incidência de 354,9 casos por 100 mil hab.) no Brasil até o fim da primeira semana de maio. E, quando se observa o número de notificações prováveis – com base na taxa de incidência (/100 mil hab.) - Alagoas ocupa a segunda maior variação do Nordeste, de 773,4% (com 2.970 casos), atrás apenas do Rio Grande do Norte, com 1.086,2%.

Em comparação com o ano de 2021, houve um aumento de 151,4% de casos registrados no Brasil para o mesmo período analisado. A Região Centro-Oeste apresentou a maior taxa de incidência de dengue, com 1.171 casos/100 mil hab., seguida das Regiões: Sul (635,6 casos/100 mil hab.), Sudeste (277,7 casos/100 mil hab.), Norte (176,1 casos/100 mil hab.) e Nordeste (149,1 casos/100 mil hab.).

De acordo com o boletim do MS, os municípios que apresentaram os maiores registros de casos prováveis de dengue até a respectiva semana foram: Brasília/DF, com 37.856 casos (1.223,4 casos/100 mil hab.), Goiânia/GO, com 36.003 casos (2.314,4/100 mil hab.), Joinville, com 11.373 casos (1.880,7 casos/100 mil hab.), Palmas, com 10.523 casos (3.358,2 casos/100 mil hab.), e Aparecida de Goiânia/GO, com 10.346 casos (1.719,1/100 mil hab.).

Até a SE 18, foram confirmados 504 casos de dengue grave (DG) e 6.730 casos de dengue com sinais de alarme (DSA).

Ressalta-se que 524 casos de DG e DAS permanecem em investigação. Até o momento, foram confirmados 265 óbitos por dengue, sendo 241 por critério laboratorial e 24 por critério clínico epidemiológico. Os estados que apresentaram o maior número de óbitos foram: São Paulo (99), Santa Catarina (28), Goiás (28) e Bahia (22). Permanecem em investigação outros 300 óbitos.

Mais matérias
desta edição