app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5757
Cidades Chuvas devem continuar no fim de semana, alerta autoridadees

FIM DE SEMANA TEM PREVISÃO DE CHUVA DE ATÉ 200MM POR DIA EM ALAGOAS, DIZ INMET

.

Por HEBERT BORGES e PEDRO FIRMINO* | Edição do dia 27/05/2022 - Matéria atualizada em 27/05/2022 às 04h00

Chuvas com volume de 150 a 200 milímetros por dia são esperadas para Alagoas a partir da noite desta sexta-feira (27), podendo continuar durante todo o final de semana, de acordo com informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), divulgadas em coletiva de imprensa, na tarde desta quinta-feira (26). De acordo com a Defesa Civil nacional, uma equipe do órgão, composta por cinco pessoas, e especializada em desastres, já está em Maceió. Esta equipe vai ajudar com orientações para as autoridades locais e também nas solicitações de reconhecimento de calamidade pública e nos pedidos de recursos públicos. Ainda segundo a Defesa Civil Nacional, o ministro do Desenvolvimento Regional deve visitar a região Nordeste a partir desta sexta-feira (27). O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres, Tiago Molina, explicou que as principais ocorrências que devem acontecer em Alagoas são deslizamentos e pediu que a população fique atenta a sinais como rachaduras. A orientação é que as pessoas saiam das áreas de risco.

CAPITAL

Até a manhã desta quinta-feira (26), Maceió já registrou 49,16% a mais da chuva esperada para o mês de maio. Foram 435 milímetros contabilizados até o momento. Os dados foram divulgados pela Defesa Civil Municipal. Na noite dessa terça (24) e durante a maior parte da quarta (25), o mau tempo assolou a capital alagoana e provocou uma série de problemas. Foram registrados diversos deslizamentos e alagamentos em diversos bairros, além da morte de um adolescente de 14 anos, que mergulhava em um açude, no bairro Cidade Universitária. Por conta das fortes chuvas, o Parque do Horto, situado no Farol, estará fechado neste sábado (28) e domingo. Com o grande volume de água, há perigo de queda de árvores na reserva ecológica. A coordenadora dos parques de Maceió, Rafaela Brito, lamenta a posição, mas diz ser essencial. "Infelizmente teremos que tirar essa opção de lazer dos cidadãos, mas tudo isso visa evitar acidentes”.

* Sob supervisão da editoria de Cidades.

Mais matérias
desta edição