app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Cidades Como parte da Jornada, os Sem Terra terra realizaram doação de alimentos na Vila Brejal

MARCHA DE SEM-TERRA DEIXA TRÂNSITO CAÓTICO EM MACEIÓ

Evento cortou as principais vias da capital, como parte da Jornada Unitária em Defesa da Reforma Agrária

Por Greyce Bernardino | Edição do dia 26/07/2022 - Matéria atualizada em 26/07/2022 às 04h00

Acampadas na Universidade Federal de Alagoas (UFAL), desde a tarde desse domingo (24), famílias dos acampamentos e assentamentos de Alagoas marcharam, na manhã desta segunda (25), Dia do Trabalhador e da Trabalhadora Rural, rumo ao centro da cidade. O manifesto deixou o trânsito completamente caótico na cidade. A Marcha - que deixou a universidade nas primeiras horas do dia - atravessou as principais vias da capital, como parte da Jornada Unitária em Defesa da Reforma Agrária, contra a fome e a miséria. Com o lema “Vida digna no campo: essa é a nossa luta!”, participaram do ato a Comissão Pastoral da Terra (CPT), Frente Nacional de Luta (FNL), o Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento Terra, Trabalho e Liberdade (MTL), Movimento de Luta pela Terra (MLT) e Movimento Terra Livre. Os camponeses e camponesas pautam, junto ao governo estadual, questões antigas dos movimentos de luta pela terra de Alagoas, como a resolução das negociações para aquisição das terras da massa falida do Grupo João Lyra, para assentamento das famílias acampadas na região, bem como a retomada dos processos de áreas que tiveram suas negociações paralisadas no último período, e aguardam posição do governo estadual para serem regularizadas. “Essas são demandas antigas dos trabalhadores e trabalhadoras rurais do nosso estado”, comentou José Neto, da direção nacional do MST.

SOLIDARIEDADE

Como parte da Jornada, os Sem Terra realizaram, na tarde de ontem, doação de toneladas de alimentos vindos dos acampamentos e assentamentos de Reforma Agrária na Vila Brejal e doação de sangue no Hemocentro de Alagoas (Hemoal).

Mais matérias
desta edição