app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5587
Cidades

CEPA SERÁ PONTO DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 E INFLUENZA

.

Por Rayssa Cavalcante | Edição do dia 28/07/2022 - Matéria atualizada em 28/07/2022 às 04h00

Na próxima segunda-feira (1º), o Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa), na Avenida Fernandes Lima, no bairro Farol, em Maceió, será ponto de vacinação contra a Covid-19 e a Influenza. Segundo a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), a imunização acontecerá na Escola Estadual Professor José da Silveira Camerino, das 9h às 16h. No local, adultos e adolescentes a partir dos 12 anos poderão receber o imunizante. Ainda de acordo com a secretaria, no momento da vacinação, o cidadão deverá apresentar RG ou Certidão de Nascimento, CPF ou Cartão do SUS, Cartão de Vacinação e Documento de Identificação do responsável, em caso de menores de idade.

ARAPIRACA

Em Arapiraca, a Prefeitura registrou, pela segunda semana consecutiva, a queda de casos confirmados de Covid-19. Os dados que comprovam a redução foram colhidos pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) da cidade. Segundo o levantamento, o total de testes positivos caiu 57% no período analisado. Também foi constatado uma redução no número de atendimentos a síndromes gripais no Complexo Multiprofissional Rogério Auto Teófilo. O coordenador do Cievs Arapiraca, Evandro Melo, explicou que, apesar da queda, é importante que todos que apresentarem sintomas procurem sua Unidade Básica de Saúde de referência. “Apesar da redução, é importante destacar que os cuidados devem ser mantidos, principalmente para aquelas pessoas que apresentam algum sintoma gripal, como tosse, coriza, dor no corpo, febre, dor de garganta. É essencial procurar um serviço de saúde para monitorar os sintomas e realizar a testagem”, disse. Atualmente, Arapiraca vacina crianças de 3 e 4 anos, com doses da Coronavac. A primeira e a segunda dose seguem disponível para a população, além da terceira dose para pessoas com 12 anos ou mais (intervalo de 4 meses) e a quarta dose para moradores com 40 anos ou mais, imunossuprimidos e trabalhadores da saúde (pública e privada).

Mais matérias
desta edição