app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades Nesta quarta-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia estendeu o aviso de acumulado de chuvas em Alagoas

DEFESA CIVIL NACIONAL ALERTA SOBRE RISCO DE DESLIZAMENTOS EM AL

Diante da situação, o Cenad opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa no Estado

Por Rayssa Cavalcante | Edição do dia 04/08/2022 - Matéria atualizada em 03/08/2022 às 21h04

A Defesa Civil Nacional emitiu um alerta de chuvas intensas para a região Nordeste, principalmente para os estados de Alagoas e Pernambuco, que devem ser os mais afetados ao longo desta quarta (3) e manhã de hoje. De acordo com a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os acumulados de chuvas podem ser superiores a 60 milímetros por hora ou 100 milímetros por dia. Com isso, há risco elevado de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios. O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), diante da situação, opera com equipes de plantão para acompanhar o registro de qualquer ocorrência significativa e já comunicou as defesas civis estaduais do risco. Segundo o coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, a orientação é que a população fique atenta às informações oficiais e aos locais onde serão divulgados os alertas, além de adotar as medidas de autoproteção. “Quem mora em região com risco de inundação, precisa ficar atento a qualquer sinal de avanço da água, inclusive, dos rios. Já quem mora em locais com risco de deslizamentos, precisa verificar o aparecimento de trincas nas paredes e tomar cuidado com qualquer movimentação do terreno. Diante de qualquer indício é preciso sair da residência imediatamente e procurar um local seguro”, disse.

ALERTA

Nesta quarta-feira (3), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) estendeu o aviso de acumulado de chuvas em Alagoas. A previsão era de chuvas até a manhã de ontem, mas agora os municípios do estado podem registrar temporais até esta quinta (4). Pelo menos 28 cidades estão em alerta de grande perigo. Segundo o instituto, Barra de Santo Antônio, Campestre, Colônia Leopoldina, Coqueiro Seco, Flexeiras, Ibateguara, Jacuípe, Japaratinga, Joaquim Gomes, Jundiá, Maceió, Maragogi, Marechal Deodoro, Matriz do Camaragibe, Messias, Murici, Novo Lino, Paripueira, Passo de Camaragibe, Porto Calvo, Porto de Pedras, Rio Largo, Santa Luzia do Norte, São Luís do Quitunde, São Miguel dos Milagres e Satuba integram o alerta vermelho (grande perigo). A previsão é de chuva superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia, com risco de "grandes alagamentos, transbordamentos de rios e grandes deslizamentos de encostas". Também há 26 cidades em alerta de perigo e 35 em perigo potencial. No primeiro, o aviso aponta para o risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios em cidades com áreas de risco.

Mais matérias
desta edição