app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Cidades Estudantes participam de aulões na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio

AULÕES E SIMULADOS REFORÇAM ESTUDOS NA RETA FINAL PARA O ENEM

Mais de 1.200 alunos de um cursinho particular de Maceió participam de aulas todos os domingos até o dia do exame, no próximo mês

Por TATIANNE BRANDÃO | Edição do dia 15/10/2022 - Matéria atualizada em 15/10/2022 às 04h00

Em ritmo de reta final para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), mais de 62 mil alunos em Alagoas começaram a intensificar a rotina de estudos para se dar bem na prova que garante uma vaga em um curso do ensino superior. Com a proximidade do exame, cursinhos preparatórios de Maceió estão iniciando a maratona de aulões e simulados para ajudar na aprendizagem dos estudantes. A aplicação das provas ocorrerá nos dias 13 e 20 de novembro. Mais de 1.200 alunos de um cursinho particular de Maceió participam de aulões todos os domingos até o dia do Enem. “Começamos a revisar essa semana mais de 1.200 alunos. A primeira coisa que eles estão fazendo é um cronograma de estudo para ver a matéria que tem maior deficiência, sem esquecer matemática e redação, que pesam muito na nota máxima”, afirma o professor Daniel Camerino. Ele explica que o momento é priorizar as matérias e os assuntos em que os alunos têm maior dificuldade. “Trabalhamos em cima de questões, misturando todas as competências e habilidades e todos os sábados a gente revisa os assuntos, além dos simulados aos domingos até o Enem. Na unidade de ensino que fica no bairro da Jatiúca, os simulados ocorrem nos dias 16, 23 e 29. Os aulões também passaram a fazer parte do dia a dia dos futuros universitários. O evento reúne alunos para um intensivo de estudos durante todo o dia. “Além dos aulões que nós promovemos com a proximidade do Enem, também fazemos uma bate-papo na véspera da prova, para tirar as últimas dúvidas dos estudantes, dá dicas e acalma os alunos, que estão ansiosos e apreensivos com as provas. Mas, é importante que o aluno faça um cronograma para ver todos os conteúdos, de todas as disciplinas, assuntos que tenham maior deficiência”. A prova mais temida do Enem, a redação, também está sendo trabalhada nesta reta final. O professor Tainan Canário explica que o trabalho a respeito dos temas se dá a partir dos eixos temáticos, que são contextos dos quais se extrai uma diversidade de temas.

“Por exemplo: no eixo saúde pública nós temos temas tão diversos quanto desafios para a consolidação de políticas de saneamento; até temas como a importância da vacinação. A escolha de temas segue a lógica do Exame Nacional do Ensino Médio, que aponta para a exploração de problemas de caráter político, social ou cultural. Por isso é importante observar quais questões estão em pauta em instituições como Câmara dos Deputados e Senado. Os temas são como problemas que afetam alguma área ou grupo social específico. Basta observar temas anteriores, como acesso ao registro civil”, disse.

Sobre a proposta de temas durante as aulas, o professor afirma que ”apostar que o tema X ou Y vai cair é desviar o foco do estudo dos eixos temáticos. Ao invés de apostar em temas, é preferível acreditar em eixos temáticos. Um eixo temático interessante é a cultura. Questões como preservação do patrimônio cultural e imaterial podem ser cobradas e virar tema. Ou ainda, questões ligadas ao eixo saúde pública”.

Mais matérias
desta edição