app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5594
Cidades

AUXÍLIO BRASIL: AL TEM MAIS CHEFES DE FAMÍLIA MULHERES DO NORDESTE

Dado divulgado pelo Ministério da Economia, na terça-feira (25), aponta que Alagoas foi o Estado, neste mês de outubro, que mais tem mulheres chefes de família recebendo o benefício do Auxílio Brasil. O percentual é maior que a média nacional, que em outu

Por Greyce Bernardino | Edição do dia 27/10/2022 - Matéria atualizada em 27/10/2022 às 04h00

Dado divulgado pelo Ministério da Economia, na terça-feira (25), aponta que Alagoas foi o Estado, neste mês de outubro, que mais tem mulheres chefes de família recebendo o benefício do Auxílio Brasil. O percentual é maior que a média nacional, que em outubro foi de 81,5%. Em números absolutos, são 443.276 lares em que as mulheres são as responsáveis familiares em um universo de 534.760.

Para saldar o programa em outubro de 2022, o investimento é de R$ 326 milhões para os 102 municípios contemplados em Alagoas, segundo o Ministério. O valor médio recebido por família é de R$ 611,40.

No recorte por municípios, Maceió concentra o maior número de beneficiários no estado. A capital alagoana soma 87.693 famílias contempladas pelo Auxílio Brasil. Outros cinco municípios somam juntos mais de 58,4 mil famílias beneficiárias. São eles: Arapiraca (24.345); Penedo (15.831); Palmeira dos Índios (15.447); Rio Largo (15.071) e; União dos Palmares (12.079).

No mesmo calendário, o Ministério da Cidadania paga mais uma parcela do Auxílio Gás. São 156,34 mil famílias atendidas no estado, a partir de um investimento de R$ 17,5 milhões.

Neste mês, o Auxílio Brasil registrou mais um patamar inédito na história dos programas de transferência de renda do país. Ao todo, 21,13 milhões de famílias recebem o benefício, a partir de um investimento de R$ 12,8 bilhões para o repasse mínimo de R$ 600. Do total de lares contemplados, 17,2 milhões, ou 81,5%, são chefiados por mulheres.

*Com Agência Brasil 

Mais matérias
desta edição