app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5712
Cidades

Especialista em Arquitetura faz cr�ticas a plano diretor de Macei�

O professor de Arquitetura da Universidade da Bahia, Paulo Rocha, informou, ontem, que o plano diretor da cidade está sendo mal executado em Maceió. Trânsito congestionado, proliferação de favelas, além da falta de infra-estrutura, são alguns dos reflexos

Por | Edição do dia 24/04/2002 - Matéria atualizada em 24/04/2002 às 00h00

O professor de Arquitetura da Universidade da Bahia, Paulo Rocha, informou, ontem, que o plano diretor da cidade está sendo mal executado em Maceió. Trânsito congestionado, proliferação de favelas, além da falta de infra-estrutura, são alguns dos reflexos de um mal planejamento urbano. O professor é um dos especialistas que participou, ontem, de um seminário, na capital, sobre formas de aplicar o plano diretor da cidade. Conforme Paulo Rocha, a lei federal determina que toda cidade com mais de 20 mil habitantes está obrigada a aplicar o plano diretor da cidade. O plano garante que as cidades sejam auto-sustentáveis, proporcionando uma melhor qualidade de vida à população. Segundo informou o especialista, o estatuto da cidade determina que em no máximo cinco anos as cidades com mais de 20 mil habitantes elaborem seu plano diretor. Mas o especialista reconhece que os problemas acumulados ao longo de décadas no País não podem ser resolvidos em curto período de tempo. “O prazo é uma referência da realidade da cidade”, disse. Para o especialista, o grande mérito do estatuto da cidade é dar condições básicas para uma gestão democrática da cidade, além de colaborar com o seu desenvolvimento sustentável. Ele explicou ainda que o plano diretor é um dos instrumentos do estatuto criados para auxiliar de forma efetiva a gestão urbana nas cidades. “O plano é de grande importância para a melhoria das cidades, por isso precisa ser adotado de maneira adequada”, frisou. Ele considera indispensável a participação da sociedade na elaboração do plano diretor da cidade. “A população precisa ficar ciente de todos os detalhes de um plano que vem trazer melhorias para a nossa cidade”, frisou. Acrescentou, ainda, que o Instituto de Arquitetos do Brasil vem em todos os Estados realizando seminários e workshops para informar a população sobre a importância do plano diretor no País.

Mais matérias
desta edição