app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5709
Cidades

MST e CPT v�o receber 2 mil cestas b�sicas

O governo do Estado vai garantir a distribuição de 1.500 cestas básicas para os integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) e mais 500 para a Coordenação da Pastoral da Terra (CPT), que, na manhã de ontem, ocuparam o pátio da Secretaria de Estado da Ass

Por | Edição do dia 24/04/2002 - Matéria atualizada em 24/04/2002 às 00h00

O governo do Estado vai garantir a distribuição de 1.500 cestas básicas para os integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) e mais 500 para a Coordenação da Pastoral da Terra (CPT), que, na manhã de ontem, ocuparam o pátio da Secretaria de Estado da Assistência Social. O governo também se comprometeu em liberar hoje 20 ônibus para que os trabalhadores rurais, acampados desde a semana passada na Praça dos Martírios, retornem para seus locais de origem. Ao longo da estadia do MST em Maceió, o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) disponibilizou alimentação integral e água potável para as famílias acampadas na Praça da Faculdade, além de iluminação pública, lona e sanitários químicos. Estes últimos custaram aos cofres públicos cerca de R$ 600 ao dia. Segundo Roberto Paiva, o compromisso do Iteral com o movimento terminou nesta terça-feira. “O acordo previa que os trabalhadores retornassem ontem para o interior. O governo disponibilizou vinte ônibus para o transporte das famílias para seus respectivos acampamentos e assentamentos”. Roberto Paiva aproveitou para condenar os atos de radicalismo realizados pelos integrantes do Movimento dos Trabalhadores (MT), com saques e depredação de veículos. “O governo do Estado decidiu cortar relações com o MT”, advertiu o presidente do Iteral, ressaltando que o governador está disposto a se reunir com os representantes do movimento desde que eles revejam seus posicionamentos”.

Mais matérias
desta edição