app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Cidades

Entregador registra B.O. após confusão com cliente que pediu lanche

Jardson Marques diz que cliente o humilhou durante entrega de lanche; fato gerou protesto em frente ao prédio

Por Da Redação | Edição do dia 20/12/2022 - Matéria atualizada em 20/12/2022 às 06h50

O entregador de lanches por aplicativo Jardson Marques registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil após uma confusão durante uma entrega no bairro da Jatiúca, em Maceió, na noite de domingo (18). Ele contou que a cliente se exaltou após ser informada de que o refrigerante virou no trajeto e molhou o lanche. ‘Ela me humilhou’, disse. Diante da situação, o entregador começou a gravar com o celular a confusão. O vídeo mostra apenas o momento em que a mulher joga o que sobrou do lanche na direção do entregador. A versão da cliente é de que o motoboy estava exigindo o código da entrega antes que ela relatasse a ocorrência ao aplicativo onde foi feito o pedido do lanche. “Eu me senti humilhado, porque tinha muita gente ali na Jatiúca, nos bares, e ela me humilhou dessa forma. Eu não tenho culpa nenhuma, eu sou só o entregador. Eu peguei o lanche dela, quando cheguei lá e fui tirar o lanche, o lanche caiu”, disse Jardson. De acordo com o entregador, ele recebeu a notificação do aplicativo para fazer a entrega, aceitou e se dirigiu ao estabelecimento onde pegou o lanche já embalado. “Eles [funcionários] botaram naquele copo descartável, não tamparam o copo direito, eu peguei e botei dentro da minha bag. Quando cheguei, tirei o lanche dela e o lanche se abriu embaixo, por que estava todo molhado”. Jardson contou que pediu ao porteiro do prédio que chamasse a cliente para contar o que aconteceu e explicar que ela poderia pedir a reposição do lanche ou do dinheiro diretamente pelo aplicativo, mas que a mulher disse que não sabia acionar o suporte. Foi neste momento que a confusão teria começado. “Ela pegou minha bag e disse que ia levar para o apartamento, pegou o resto do lanche e levou para o apartamento. Aí eu disse que ia acionar a polícia. Ela me xingou de vagabundo”, contou Jardson. A reportagem tentou falar com a cliente, Sarah Oliveira, mas não conseguiu. Um amigo dela que foi chamado ao local durante a confusão disse que ela reconhece que se exaltou, mas que a confusão foi causada pelo motoboy, que estava exigindo o código para confirmação do recebimento do pedido antes que ela pudesse relatar o problema à empresa do aplicativo. “O cara queria o código de uma entrega que ela não queria aceitar, já que o lanche não chegou inteiro. Se ela entregasse o código, seria como se concordasse que o lanche foi entregue bom. Ela perdeu a razão porque jogou o lanche no chão, mas, o código que ele queria foi entregue, posteriormente. Ele tinha dito que o problema estava resolvido, mas permaneceu lá fazendo baderna, junto com os outros entregadores”, contou o amigo da cliente. O entregador, Jardson, explicou que não conseguiu gravar o início da confusão porque só teve a iniciativa de gravar quando foi xingado. O entregador fez o Boletim de Ocorrência na Central de Flagrantes e deve comparecer ao 2º Distrito Policial com a mulher para dar prosseguimento à apuração do caso.

Mais matérias
desta edição