app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Cidades

Tiago, principal alvo de Diego, recebe alta ap�s 10 dias na UE

O estudante Tiago Pinheiro de Melo, 23, atingido por dois tiros que teriam sido deflagrados à queima-roupa pelo universitário Diego Ramirez, no dia 9, em Jaraguá, deixou, na madrugada de ontem, a Unidade de Emergência Armando Lages, onde estava internado

Por | Edição do dia 20/01/2005 - Matéria atualizada em 20/01/2005 às 00h00

O estudante Tiago Pinheiro de Melo, 23, atingido por dois tiros que teriam sido deflagrados à queima-roupa pelo universitário Diego Ramirez, no dia 9, em Jaraguá, deixou, na madrugada de ontem, a Unidade de Emergência Armando Lages, onde estava internado desde o dia da tentativa de homicídio. O estudante, que, segundo testemunhas, seria o principal alvo dos tiros deflagrados por Diego Ramirez, ficou internado na Unidade de Emergência durante dez dias, sendo mantido sob escolta e proteção da Polícia Militar. De acordo com informações repassadas pela equipe médica do hospital, os tiros deflagrados contra Tiago, nas costas, atingiram órgãos vitais como os rins – um deles foi retirado – e parte do fígado, que também foi suturado. O estudante, após a intervenção cirúrgica de emergência, permaneceu em estado de recuperação anestésica, pelo período de 24 horas, dentro do próprio centro cirúrgico. “Como se tratou de uma cirurgia de grande porte e delicada, ele permaneceu em observação no centro cirúrgico até que o quadro se estabilizou”, disse o médico Marcos Sampaio, diretor-geral da Unidade de Emergência Armando Lages. Durante o período em que esteve internado, o estudante foi interrogado pelo delegado Dalmo Lopes, titular do 2º Distrito Policial e responsável pelo inquérito que investiga o caso, colhendo o depoimento das testemunhas e vítimas. A família de Tiago Pinheiro continua sem querer falar sobre o assunto. (DJ)

Mais matérias
desta edição