app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Cidades

Revogadas as exig�ncias para renovar CNH

GIULIENY BRANDÃO VITÓRIA ALCÂNTARA Depois de muita polêmica, discussão e controvérsia dos Detrans de todo o País, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) voltou atrás na interpretação da resolução 168 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), q

Por | Edição do dia 20/01/2005 - Matéria atualizada em 20/01/2005 às 00h00

GIULIENY BRANDÃO VITÓRIA ALCÂNTARA Depois de muita polêmica, discussão e controvérsia dos Detrans de todo o País, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) voltou atrás na interpretação da resolução 168 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que determinava a obrigatoriedade de cursos de primeiros socorros e direção defensiva para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A determinação entraria em vigor a partir de 22 de março e teria preço médio de R$ 50, o que provocou uma onda de protestos dos 5,6 milhões de motoristas afetados no País, sendo mais de 100 mil só em Alagoas. Continua valendo Apesar da nova interpretação dada à resolução 168 pelo diretor do Denatran, Ailton Brasiliense, de que o texto exigiria apenas o conhecimento dos tópicos e a realização de uma prova – e não a freqüência a um curso em auto-escola –, o diretor-geral do Detran-AL, José Eugênio de Barros, afirma que não recebeu nenhum documento oficial determinando a suspensão dos cursos em auto-escola e que a determinação continua valendo em Alagoas. “É uma intenção do diretor do Denatran, mas isto só terá validade se outra resolução for publicada no Diário Oficial da União, revogando a resolução 168”, explicou Barros, ontem. “Por enquanto, oficialmente, o Detran-AL não tomou conhecimento da modificação e a resolução 168 continua valendo”, afirmou o diretor-geral do Detran-AL. De acordo com o diretor e instrutor do curso do Centro de Formação para Educação de Trânsito (CFetran), Carlos Alberto Leão Peixoto, a exigência do curso deveria ser mantida. Rejeição “Há uma rejeição muito grande aos centros de formação, mas eles são necessários porque mesmo os motoristas mais experientes que chegam aqui demonstram grande desconhecimento das leis de trânsito”. Para ele, dirigir não é apenas ter a habilidade técnica de conduzir um carro, mas aprender noções básicas de direção defensiva, leis de trânsito e atendimento de emergência. “As pessoas deveriam fazer o curso pelo menos para aprender que não se deve mexer no corpo de uma vítima de trânsito”, explica o instrutor.

Mais matérias
desta edição