app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Cidades

Ladr�es de coco suspeitos de matar fazendeiro em Coruripe

Sucursal Arapiraca – O fazendeiro José Messias Carvalho  da Silva, considerado um dos  maiores plantadores de coco do  Baixo São Francisco, foi assassinado com golpes de facão no  pescoço quando circulava por  uma de suas propriedades na  Colônia Pindoram

Por | Edição do dia 25/01/2005 - Matéria atualizada em 25/01/2005 às 00h00

Sucursal Arapiraca – O fazendeiro José Messias Carvalho  da Silva, considerado um dos  maiores plantadores de coco do  Baixo São Francisco, foi assassinado com golpes de facão no  pescoço quando circulava por  uma de suas propriedades na  Colônia Pindorama, na zona rural de Coruripe. O fazendeiro teria sido morto quando tentava combater uma das quadrilhas de roubo de coco na região. O fazendeiro havia saído de casa para fiscalizar sua produção, que estaria sendo alvo de ladrões nos últimos meses. Uma das linhas de investigação do crime seriam os constantes desentendimentos do fazendeiro com ladrões de coco que atuam na Colônia Pindorama, que é um povoado do município de Coruripe. “Ele pode ter sido morto quando combatia por conta própria a ação de alguma quadrilha de ladrões de coco”, explica um policial. Preocupados com os supostos desentendimentos do fazendeiro com os ladrões, seus familiares teriam pedido ajuda policial e conseguiram localizar o cadáver de José Messias Carvalho, mutilado, no meio do coqueiral. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) de Maceió. A Polícia Civil de Coruripe não tinha pistas dos autores materiais do crime. Segundo apurou a GAZETA, o roubo de coco é comum nas propriedades da região e geralmente envolve pessoas humildes. O pescador Ronaldo Francisco do Santos (38) foi preso em Coruripe no final de setembro de 2004. Ele era acusado de roubar seis cocos de uma das propriedades da região. Os cocos seriam utilizados na alimentação da esposa e de seus seis filhos. Autuado em flagrante, acabou sendo transferido para o presídio de Arapiraca, de onde só saiu no final de dezembro, depois da revogação de sua prisão.

Mais matérias
desta edição