app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Cidades

Come�a amanh� pr�via carnavalesca de Macei�

CARLA SERQUEIRA “Maceió está em festa”. Este é o tema das prévias de carnaval que começam amanhã, quando o prefeito Cícero Almeida entrega as chaves da cidade ao Rei Momo, Altanes Lobo, e à Rainha do Carnaval de 2005. A abertura oficial está marcada para

Por | Edição do dia 26/01/2005 - Matéria atualizada em 26/01/2005 às 00h00

CARLA SERQUEIRA “Maceió está em festa”. Este é o tema das prévias de carnaval que começam amanhã, quando o prefeito Cícero Almeida entrega as chaves da cidade ao Rei Momo, Altanes Lobo, e à Rainha do Carnaval de 2005. A abertura oficial está marcada para as 20h, no Clube Fênix Alagoana, e vai ter concurso de fantasias e shows com as bandas Bora-Bora e Conexão Latina. A entrada é gratuita, mas é preciso pegar convites na Secretaria de Turismo de Maceió (Seturma), em Jaraguá. Nos dias 29 e 30 é a vez de o bumba-meu-boi animar a festa. Este ano, o Festival Bois de Carnaval conta com 22 bois na categoria mirim e 28 na categoria adulto. As apresentações serão realizadas na Praça Multieventos, na Pajuçara, onde também vão se apresentar as escolas de samba de Maceió. Jaraguá Folia Nos dias 28, 29 e 30, a festa continua com o Jaraguá Folia. Este ano, a Rua Sá e Albuquerque dará passagem para 60 blocos, entre eles os Meninos da Albânia e a Seresta da Pitanguinha. Após a passagem dos blocos, os foliões continuam a festa com shows de grandes artistas nacionais e locais. Na sexta (28), a banda Armandinho, Dôdo e Osmar garante o frevo ao som das famosas guitarras baianas. A banda comemora 31 anos de carnaval. Alceu Valença e Moraes Moreira são as duas maiores atrações do evento. Também vão se apresentar nas prévias Carlos Moura e Eliezer Setton. Vendas Apesar das prévias carnavalescas, o brilho do carnaval ainda não chegou ao Centro de Maceió. As famosas máscaras de personalidades, a exemplo de Osama Bin Laden e George W. Bush, que no ano passado reinaram na folia, este ano não deram as caras na cidade. São poucas as fantasias e adereços expostos no calçadão. Ambulantes e lojistas apontam as reformas no centro, a antecipação da festa e o atraso do ano letivo como as principais causas da desanimação nas vendas. O gerente de uma loja de fantasias e adereços, Giveraldo da Silva, 30 anos, afirma que “o carnaval ficou muito perto das festas de fim de ano. Muita gente ainda está pagando dívidas de 2004. Isso prejudicou as vendas”.

Mais matérias
desta edição