app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Cidades

Subsecret�rio assume PAM Salgadinho

O subsecretário municipal de Saúde, Théo Fortes, vai assumir interinamente a direção do PAM Salgadinho até que seja definido um nome para o cargo. De acordo com o secretário municipal de Saúde, João Macário, como se trata de um posto de alta complexidade

Por | Edição do dia 27/01/2005 - Matéria atualizada em 27/01/2005 às 00h00

O subsecretário municipal de Saúde, Théo Fortes, vai assumir interinamente a direção do PAM Salgadinho até que seja definido um nome para o cargo. De acordo com o secretário municipal de Saúde, João Macário, como se trata de um posto de alta complexidade, não é fácil a escolha dos nomes para compor a direção do posto, que vinha sendo exercida pela enfermeira Josefa Silvana de Almeida. Ela foi afastada do cargo pelo prefeito Cícero Almeida, na terça-feira, por causa de tumultos registrados no PAM Salgadinho. O secretário João Macário explicou que, na verdade, Silvana não era diretora do posto, porque sequer havia sido publicada uma portaria neste sentido. “Ela apenas estava dando uma ajuda, enquanto não era definido quem assumiria a direção”, explicou o secretário. “Até agora, não foi nomeado nenhum diretor dos postos de saúde de Maceió”. O secretário acrescentou que, mesmo que Josefa de Almeida não permaneça na direção, ela não sairá do posto, pois é funcionária concursada e efetiva do município. A ex-diretora participou, com o subsecretário Théo Fortes, de uma reunião com profissionais do PAM Salgadinho, ontem de manhã, para definir os possíveis nomes que podem assumir a direção do posto. A unidade tem 522 funcionários estaduais, federais e municipais. Nas primeiras horas da manhã de ontem, o atendimento continuava tumultuado, com longas filas no setor de marcação de consultas e exames. Muitas pessoas aguardavam, em frente da sala da direção, alguém que encaminhasse as consultas e os exames. Funcionários do posto informaram que Josefa de Almeida provavelmente não compareceria ao posto, pois iria se reunir com o secretário João Macário. Josefa Silvana foi afastada do cargo pelo prefeito Cícero Almeida, durante uma entrevista a emissoras de rádio. O prefeito havia tomado conhecimento de um tumulto registrado no Salgadinho no setor de cadastramento do Cartão SUS. Além do tumulto, o posto também havia aberto as portas mais tarde do que o habitual, porque um problema na bomba no poço artesiano deixou a unidade sem água e até os banheiros tiveram que ser interditados. O prefeito Cícero Almeida afirmou que teria recebido denúncias de que o posto estava abandonado e que a diretora só chegava ao local depois das 11 horas. Ela, por sua vez, alegou que estava dirigindo o posto praticamente sozinha, já que todos os funcionários em cargos comissionados, que ocupavam funções de direção, haviam sido exonerados com a mudança de prefeito. Josefa de Almeida afirmou que, sem pessoal de apoio, estava resolvendo sozinha os problemas do posto, inclusive burocráticos na Secretaria de Saúde, como tirar cópias de formulários. Grande parte dos mais de 1.500 procedimentos realizados pelo posto, diariamente, atende pessoas que vêm do interior. Um funcionário da Secretaria Municipal de Taquarana – que preferiu não revelar o nome – disse que a situação piorou desde que houve mudanças na direção do posto. Por dia, são distribuídas 40 fichas para os pacientes do interior. E para conseguir marcar as consultas e os exames, é preciso chegar de madrugada ao local. (FAS)

Mais matérias
desta edição