app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Cidades

Colis�o com caminh�o mata dois irm�os motoqueiros em S. Miguel

Dois irmãos morreram num acidente envolvendo a motocicleta em que viajavam e um caminhão, tipo graneleiro, num acesso à Usina Roçadinho, em São Miguel dos Campos. Severino Ferro Leite, 27, e seu irmão caçula, José Ferro Leite, 21, que residiam na Barra de

Por | Edição do dia 29/01/2005 - Matéria atualizada em 29/01/2005 às 00h00

Dois irmãos morreram num acidente envolvendo a motocicleta em que viajavam e um caminhão, tipo graneleiro, num acesso à Usina Roçadinho, em São Miguel dos Campos. Severino Ferro Leite, 27, e seu irmão caçula, José Ferro Leite, 21, que residiam na Barra de São Miguel, sofreram esmagamento dos ossos do tórax e da cabeça, apesar de usarem capacete. A colisão ocorreu na noite da última quinta-feira, por volta das 22 horas. O ambulante Rafael dos Santos afirmou à GAZETA que vinha em outra motocicleta a menos de 100 metros das vítimas, quando viu a carreta cruzar a pista para entrar na usina. “Acho que ele não tinha muito o que fazer. Nós viajávamos a pouco mais de 80 quilômetros por hora. Não é muito, mas segurar uma moto num imprevisto é praticamente impossível”, afirmou a testemunha. Severino era comerciante e tinha viajado para São Miguel para efetuar uma cobrança. Para voltar mais rápido, ele chamou o irmão, que era o dono e piloto da moto. “Cansei de dar conselhos para que não viajassem de moto à noite”, declarou o pai, o aposentado José Leite da Silva, 59. “Minha esposa, Jailda, só dormia quando eles voltavam”, disse. José Ferro era motoqueiro desde a adolescência. Nunca se importou com a preocupação dos pais, nem mesmo quando o aposentado estava se recuperando de uma cirurgia de ponte de safena a que foi submetido no ano passado. “Ele era um bom motociclista. Mas não sabia como este tipo de transporte é traiçoeiro, principalmente porque ninguém respeita”, disse o pai. O aposentado informou que Severino era pai de quatro filhos menores. Estava separado havia dois anos e tinha voltado a morar com os pais. O mais novo era solteiro. A perícia do Instituto de Criminalística esteve no local do acidente e o laudo será liberado em, no máximo, 30 dias. Policiais rodoviários também realizaram levantamentos para apurar quem foi o culpado pelo acidente. O delegado regional de São Miguel dos Campos, Antônio Carlos de Azevedo Lessa, preside as investigações e deve notificar as testemunhas. O motorista da carreta fugiu do local sem ser identificado. (EF)

Mais matérias
desta edição