app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Cidades

Pistoleiros invadem casa na Jaqueira e executam motoboy e aut�nomo

Dois homens foram executados a tiros de pistola calibre 380, dentro da residência número 22 da Rua Santa Marta, na Chã da Jaqueira, invadida por três homens, por volta das 8h30 de ontem. O motoboy Josenildo Audálio dos Santos, 30, e o autônomo Edson Cassi

Por | Edição do dia 01/02/2005 - Matéria atualizada em 01/02/2005 às 00h00

Dois homens foram executados a tiros de pistola calibre 380, dentro da residência número 22 da Rua Santa Marta, na Chã da Jaqueira, invadida por três homens, por volta das 8h30 de ontem. O motoboy Josenildo Audálio dos Santos, 30, e o autônomo Edson Cassimiro de Souza, 33, foram mortos no banheiro, onde tentaram se esconder dos assassinos. Segundo a polícia, Josenildo estava na cozinha preparando arroz, enquanto Edson assistia televisão na sala, quando três homens bateram à porta. A polícia acredita que, por se encontrar mais próximo, o autônomo teria atendido e percebido que o grupo estava armado. “Ele correu para a cozinha, mas deixou a porta aberta, permitindo que os criminosos entrassem na casa”, declarou um perito. O primeiro tiro foi disparado quando os autores do atentado ainda estavam na sala, onde um estojo de munição CBC calibre 380 foi encontrado pelos peritos. “Na cozinha e no banheiro havia mais de uma dúzia de cápsulas espalhadas pelo chão. O motoboy Josenildo foi atingido por, pelo menos, oito tiros”, explicou o funcionário do IML. Retraído Os vizinhos declararam que o motoboy havia se mudado para a casa há pouco tempo e era uma pessoa retraída. “Ninguém por aqui sabia quem era ele; vivia afastado da gente aqui da rua”, afirmou o servente Manoel José. Ele contou que estava dentro de casa quando ouviu os estampidos. “Pensei que fossem fogos, mas logo percebi que eram tiros; até parecia de metralhadora”, continuou o vizinho, acrescentando que deixou passar alguns minutos e saiu. “Quando cheguei à porta não vi ninguém. Mas o Antônio (outro morador da área) viu três homens fugindo a pé”, destacou ele. Manoel José revelou ter ouvido de Antônio que duas pessoas entraram na casa e mataram os dois rapazes. O terceiro permaneceu o tempo todo do lado de fora. No entanto, ele também estava armado, provavelmente com uma pistola. A maioria dos vizinhos preferiu afirmar não ter visto os autores do duplo homicídio, ressaltando apenas ter ouvido os tiros e que ficaram assustados. (EF)

Mais matérias
desta edição