app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5749
Cidades

PAM Salgadinho refor�a entrega �de cart�es do SUS para popula��o

FÁBIA ASSUMPÇÃO Com a ampliação do número de cadastradores do Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu desafogar o atendimento no PAM Salgadinho. Na semana passada, um grande tumulto foi registrado no posto porque

Por | Edição do dia 01/02/2005 - Matéria atualizada em 01/02/2005 às 00h00

FÁBIA ASSUMPÇÃO Com a ampliação do número de cadastradores do Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu desafogar o atendimento no PAM Salgadinho. Na semana passada, um grande tumulto foi registrado no posto porque só havia dois funcionários para fazer o atendimento de mais de 100 pessoas. Segundo o subsecretário municipal de Saúde, Théo Fortes – que assumiu interinamente a direção do Salgadinho – foram colocadas mais seis pessoas para o atendimento no cadastro, além de terem sido reservadas duas salas com ar condicionado e cadeiras para acomodá-las. Com isso, o número de fichas distribuídas por dia passou de 20 para 80, além de mais 20 como reserva técnica. “Como cada ficha corresponde a uma família, pois o cadastro do Cartão SUS é feito por família, isso corresponde a um atendimento de cerca de 500 pessoas por dia”. Na fila A feirante Maria Neusa Bomfim chegou ontem ao posto às 5 horas da manhã e conseguiu pegar a ficha número 18. Moradora da Chã da Jaqueira, Maria disse que sua família não havia sido cadastrada para receber o Cartão SUS. “Só soube que era preciso me cadastrar por causa da minha mãe de 71 anos que vai fazer uma operação no olho e foi alertada no posto do Benedito Bentes que era preciso ter o cartão”, comentou. Além da mãe, Maria Neusa cadastrou o marido e os quatro filhos. Segundo Théo Fortes, muita gente tem se dirigido ao PAM Salgadinho para fazer o Cartão SUS porque nos postos o atendimento não está sendo feito sem o documento. Ele explicou que, devido a uma portaria do Ministério da Saúde, o cartão só passará a ser exigido a partir de março. Mas as pessoas não precisam se apressar para fazer o cadastramento, pois ele continuará sendo feito no PAM Salgadinho e no JÁ Mangabeiras. Ele acrescentou que no momento só está sendo exigido o cartão para tratamento de radioterapia, quimioterapia, liberação de medicamentos de alto custo e exames de alta complexidade. Mesmo que não tenha o cartão, o paciente pode ter acesso a esses serviços caso já tenha sido cadastrado e possua o número do cartão, que pode ser obtido também nos postos de atendimento do PAM Salgadinho e JÁ Mangabeiras.

Mais matérias
desta edição