app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5754
Cidades

Enfermeiros querem elei��o direta em Conselho contra fraude de presidente

DORGIVAL JUNIOR O Sindicato dos Enfermeiros de Alagoas vai reunir, na próxima sexta-feira, a diretoria da entidade para discutir os procedimentos que serão adotados pela categoria em repúdio ao escândalo envolvendo o nome do presidente do Conselho Nacion

Por | Edição do dia 02/02/2005 - Matéria atualizada em 02/02/2005 às 00h00

DORGIVAL JUNIOR O Sindicato dos Enfermeiros de Alagoas vai reunir, na próxima sexta-feira, a diretoria da entidade para discutir os procedimentos que serão adotados pela categoria em repúdio ao escândalo envolvendo o nome do presidente do Conselho Nacional de Enfermagem, Gilberto Linhares, acusado de comandar uma quadrilha que desviou cerca de R$ 50 milhões da entidade. Segundo o presidente do sindicato, Wellington Monteiro, a princípio será divulgada uma nota pública – em parceria com a Associação Brasileira de Enfermagem – declarando a indignação da categoria com os desvios de recursos praticados pelo presidente do Conselho Federal de Enfermagem e demais membros da quadrilha que envolve funcionários do Conselho em sete estados: Rio de Janeiro, Goiás, Piauí, Alagoas, Rio Grande do Norte e Sergipe. A prisão dos acusados fez parte da operação Predador, deflagrada pela Polícia Federal depois de investigações realizadas a partir de um inquérito de 1998, da Delegacia Fazendária. Linhares foi preso em casa, no bairro de Atalaia, em Aracaju. Hortência Linhares, esposa de Gilberto e presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe, foi detida em São Paulo. O grupo é acusado de peculato, formação de quadrilha, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Eleição direta Wellington Monteiro esclareceu ainda que o sindicato impetrou uma ação na Justiça, na primeira quinzena de dezembro do ano passado, pedindo novos prazos para a realização do pleito eleitoral que vai escolher a nova diretoria do Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas. “Queremos que o poder de Gilberto Linhares nos conselhos regionais acabe. Para isso, é necessário que as eleições diretas- para a escolha das diretorias - voltem a ocorrer. Desta forma, ele não tem como designar quem vai assumir os cargos de direção nos conselhos”, disse o líder sindical. “Na ação, estamos pedindo novos prazos para a realização do processo eletivo”, acrescentou. Busca e apreensão O corregedor da Polícia Federal em Alagoas, Rogério Caetano, informou que nenhuma outra ação foi desencadeada no Estado em cumprimento a mandados expedidos pelo comando da operação Predador, sediado no Estado do Rio de Janeiro. “Nenhum outro mandado foi cumprido em Alagoas. A nossa parte ficou restrita ao cumprimento de busca e apreensão da casa de Linhares na Barra de São Miguel”, acrescentou ele.

Mais matérias
desta edição