app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Cidades

PM reage a assalto a �nibus e � assassinado

EDNELSON FEITOSA FELIPE FARIAS No primeiro ataque de assaltantes a ônibus registrado em fevereiro – em janeiro foram cinco assaltos em Maceió e cidades do interior – o soldado PM Marcelino de Melo Quintella, 42 anos, levou dois tiros na cabeça ao reagi

Por | Edição do dia 02/02/2005 - Matéria atualizada em 02/02/2005 às 00h00

EDNELSON FEITOSA FELIPE FARIAS No primeiro ataque de assaltantes a ônibus registrado em fevereiro – em janeiro foram cinco assaltos em Maceió e cidades do interior – o soldado PM Marcelino de Melo Quintella, 42 anos, levou dois tiros na cabeça ao reagir a uma quadrilha, no início da tarde de ontem, num trecho da Avenida Monte Castelo, no Vergel do Lago. Quintella chegou a ser levado para a Unidade de Emergência (UE), mas morreu no começo da noite. Um dos assaltantes recebeu um tiro no tórax e continuava hospitalizado também na UE, sob forte segurança policial. O motorista do veículo sofreu ferimentos leves e precisou de atendimento médico na UE. Em outra tentativa de assalto, na madrugada do último domingo, a enfermeira Ivete Fidélis Tenório levou um tiro na perna. Mas o motorista do ônibus não parou, evitando ser  abordado e impedindo que o assalto fosse consumado (Leia mais na página 14). Assalto no Vergel Segundo informações do Comando de Policiamento da Capital (CPC), passava do meio- dia quando o soldado PM Marcelino de Melo Quintella, lotado no Tribunal de Justiça, pegou um ônibus da Real Alagoas, prefixo 1646, que fazia a linha Ponta Verde-Vergel. O militar havia acabado de subir os degraus quando dois rapazes, armados de revólver 38, anunciaram o assalto. É provável que não tenham percebido a presença do PM. O soldado Quintella iniciou uma reação e atirou contra o bandido que estava rendendo o cobrador, identificado como Vanilson Cavalcante dos Santos, 18, que foi atingido no peito. O outro assaltante estava quase ao seu lado e disparou dois tiros, que atingiram o PM na cabeça. Quintella foi levado à Unidade de Emergência, mas faleceu por volta das 17h30. O motorista Marco Antônio Nascimento dos Santos também foi levado ao hospital, mas seu ferimento não apresentava maior gravidade. Até o início da noite, ele permanecia na sala de recuperação, fora de perigo. O assaltante ferido confessou que seu cúmplice – que matou o PM – é “Danoninho”, traficante que costuma cometer assaltos no Dique Estrada. Ele fugiu após o assalto. Equipes de plantão na Central Integrada de Atendimento Policial ao Cidadão (CIAPC I) e do CPC estavam nas ruas para localizar e prender “Danoninho”. A arma de Vanilson foi apreendida e encaminhada para perícia no Instituto de Identificação. O tiroteio está sendo investigado pelo delegado de Roubos e Furtos, Cícero Lima.

Mais matérias
desta edição