app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Cidades

Opera��o Carnaval da Paz ter� 4 mil policiais

FÁTIMA ALMEIDA Mais de quatro mil policiais estarão nas ruas e de prontidão nos quartéis e companhias de guarda nos 102 municípios de Alagoas, durante os quatro dias de carnaval. Batizada de “Carnaval da Paz” pela Secretaria de  Defesa Social, a operação

Por | Edição do dia 03/02/2005 - Matéria atualizada em 03/02/2005 às 00h00

FÁTIMA ALMEIDA Mais de quatro mil policiais estarão nas ruas e de prontidão nos quartéis e companhias de guarda nos 102 municípios de Alagoas, durante os quatro dias de carnaval. Batizada de “Carnaval da Paz” pela Secretaria de  Defesa Social, a operação vai  contar com 2.300 homens da  Polícia Militar e 1.348 policiais  civis, entre delegados, escrivães  e agentes de polícia, caso a categoria não entre em greve (leia matéria nesta página). O restante da tropa virá do Corpo de Bombeiros, que vai mobilizar, diariamente, 271 homens na região metropolitana de Maceió e no interior do Estado, além do instalar dois postos avançados, com 37 homens cada, nas cidades de Paripueira e Barra de São Miguel. O Plano de Segurança para o carnaval 2005, apresentado ontem pela manhã, começa a ser executado nesta sexta-feira à tarde e vai até a quarta-feira de Cinzas. Segundo o comandante da PM, coronel Edmilson Cavalcante, todos os municípios alagoanos terão reforço no policiamento, mesmo aqueles que não confirmaram a realização de carnaval este ano. O maior reforço proporcional é na Grande Maceió, que terá 800 policiais militares durante o carnaval e cerca de 80 policiais civis em plantões diários, fazendo o policiamento ostensivo e preventivo, além da presença do Corpo de Bombeiros. É na região metropolitana de Maceió que acontece a maior concentração do carnaval alagoano, na Barra de São Miguel, Paripueira e Barra de Santo Antônio e onde ficam municípios que, segundo a Defesa Social, possuem um histórico de violência, como Rio Largo e Marechal Deodoro. Para o interior do Estado, a Polícia Militar vai enviar 1.500 policiais. A Polícia Civil promete mobilizar 136 policiais diariamente, e o Corpo de Bombeiros designou um efetivo de 117 homens com maior atenção para a região do São Francisco, por causa dos riscos de afogamento. Entre os efetivos para o carnaval, o Comando não inclui os policiais que ficarão atuando em atividades corriqueiras, como o policiamento das ruas, rondas, delegacias, trânsito, entre outras.

Mais matérias
desta edição