app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Cidades

Apag�o em Macei� irrita bairros e causa danos

CARLA SERQUEIRA O apagão da noite da última terça-feira – em alguns bairros a falta de energia durou até às 16h30 de ontem – deixou irritados moradores e causou prejuízos nos bairros de Cruz das Almas, Jatiúca, Ponta Verde, Jacintinho, Prado, Ponta da Te

Por | Edição do dia 03/02/2005 - Matéria atualizada em 03/02/2005 às 00h00

CARLA SERQUEIRA O apagão da noite da última terça-feira – em alguns bairros a falta de energia durou até às 16h30 de ontem – deixou irritados moradores e causou prejuízos nos bairros de Cruz das Almas, Jatiúca, Ponta Verde, Jacintinho, Prado, Ponta da Terra, Mangabeiras, Jacarecica, Feitosa, Barro Duro e Farol. Uma explosão na subestação da Ceal em Cruz das Almas, provocada por excesso de carga – segundo a Ceal – causou falhas nos isoladores de um disjuntor e impediu o funcionamento de metade da capacidade da subestação. A falta de energia, na maioria dos bairros, começou às 22h e permaneceu até 1h20 de ontem. Na Jatiúca e Cruz das Almas, no entanto, até às 16h30 o fornecimento ainda não havia sido regularizado. A pane na subestação de Cruz das Almas prejudicou também o funcionamento do Sistema Pratagy, que fornece água para diversos bairros. Benedito Bentes, Jacintinho, Feitosa, Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca, Ponta da Terra, Poço, Jaraguá e Cruz das Almas ficaram sem água das 3h às 12h de ontem. O Sistema Pratagy precisa de energia para que suas bombas funcionem. Esgoto estourado “Com a falta de energia e o Pratagy paralisado, o emissário submarino também foi atingido, tendo o seu funcionamento prejudicado”, explicou o diretor de operações da Companhia de Abastecimento e Saneamento de Maceió (Casal), Wallace Padilha. Receptor do volume de esgoto da cidade, o emissário submarino ficou parado toda manhã de ontem. Os esgotos da cidade transbordaram por vários bueiros no Poço e no Centro da cidade, colocando em risco a saúde da população. Desde dezembro, a falta de energia tem sido constante, principalmente na região de Cruz das Almas.

Mais matérias
desta edição