app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Cidades

PRF flagra transporte clandestino de b�ias-frias

MAIKEL MARQUES Sucursal Arapiraca - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, ontem, na rodovia BR-101, em São Sebastião, um caminhão que transportava, de forma clandestina, um grupo de 36 agricultores pernambucanos dos municípios de São Benedito e Q

Por | Edição do dia 05/02/2005 - Matéria atualizada em 05/02/2005 às 00h00

MAIKEL MARQUES Sucursal Arapiraca - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, ontem, na rodovia BR-101, em São Sebastião, um caminhão que transportava, de forma clandestina, um grupo de 36 agricultores pernambucanos dos municípios de São Benedito e Quipapá. Eles iam trabalhar no corte da cana-de-açúcar no município de Batatais, interior de São Paulo. Nilton César de Lima era o responsável pela viagem. Ele é acusado pela PRF de reter as carteiras de identidade dos trabalhadores, que viajavam sem quaisquer condições de segurança. O veículo Mercedes-Benz (CPL 1089/Cortez-PE) deixou o município pernambucano de São Benedito ontem de madrugada. O motorista Aldo Luís de Lima cruzou a fronteira de Alagoas através da cidade de São José da Laje, às 5h da manhã. Fugitivos do desemprego na zona rural de Pernambuco, os trabalhadores tinham como destino Batatais, mas não tinham posto de trabalho definido. Segundo apurou a GAZETA, eles seriam oferecidos como mão-de-obra nas fazendas da região. Esquema O atravessador - ou “gato” - Nilton César de Lima seria o responsável pela intermediação dos postos de trabalho mediante recebimento de comissão ou percentual calculado sobre o valor da remuneração de cada um dos cortadores de cana. Questionado pela PRF sobre a intermediação do negócio, Nilton negou que recebesse algum percentual. Segundo o inspetor Juarez Elias, responsável pela detenção dos trabalhadores, Nilton César teria retido todas as carteiras de identidade dos trabalhadores. Falta segurança Considerada clandestina por não oferecer condições de segurança aos trabalhadores, a viagem chegou ao fim ontem às 10 horas. O caminhão Mercedes-Benz com os 36 trabalhadores foi recolhido ao pátio do posto da PRF em São Sebastião. “Não havia condições de segurança para o transporte de pessoas. Há ainda suspeita de irregularidades trabalhistas, uma vez que os agricultores não dispunham de documentos”, disse o inspetor. O motorista e o atravessador Nilton César estão detidos e à disposição da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), que vai investigar o caso. A última apreensão de ônibus com trabalhadores clandestinos em Alagoas ocorreu em novembro de 2004, quando 20 veículos que transportavam mais de mil trabalhadores para o corte da cana-de-açúcar em diversas fazendas e usinas da região da Zona da Mata, no norte de Alagoas, foram apreendidos, na via de acesso ao município de Joaquim Gomes, durante operação da Procuradoria Regional do Trabalho (PRT), Delegacia Regional do Trabalho (DRT), Polícias Federal, Rodoviária e Militar e representantes de sindicatos rurais.

Mais matérias
desta edição