app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Cidades

Previs�o de carnaval sem chuva adia �outra vez retirada de fam�lias de grota

DORGIVAL JUNIOR A informação passada pelo sistema de radar meteorológico da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), de que Maceió não será castigada pela chuva durante o carnaval, fez com que a Defesa Civil Municipal adiasse a retirada das famílias da Gr

Por | Edição do dia 05/02/2005 - Matéria atualizada em 05/02/2005 às 00h00

DORGIVAL JUNIOR A informação passada pelo sistema de radar meteorológico da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), de que Maceió não será castigada pela chuva durante o carnaval, fez com que a Defesa Civil Municipal adiasse a retirada das famílias da Grota Santa Helena e do Morro Monte Alegre para o abrigo construído pela Prefeitura em uma área dentro da própria comunidade. Cerca de 60 famílias estão com suas casas condenadas pela Defesa Civil, correndo risco de desmoronamento. A informação foi passada ontem à tarde pelo coordenador-geral da Defesa Civil Municipal, Adriano Augusto de Araújo, aos moradores das duas comunidades. Em junho de 2004, onze pessoas morreram na área após um temporal que destruiu dezenas de casas. “Como não há previsão de chuva forte, não existe necessidade de transferir essas famílias para o abrigo. Vamos acompanhar todos os relatórios da meteorologia. Se houver mudanças, as famílias serão retiradas de suas casas e levadas para o abrigo que está pronto. Seria desnecessário tirá-las de casa no carnaval por causa de uma ameaça que não está próxima”, disse Araújo. Segundo ele, todo o processo de retirada das famílias das casas para o abrigo demora só duas horas. Ele informou que o abrigo conta com quatro banheiros químicos, além de uma cozinha e três tendas com capacidade para abrigar as 60 famílias cadastradas. “Quando as famílias forem transferidas para o abrigo, os alimentos serão dados pela Secretaria de Ação Social”, acrescentou. Os moradores em situação de risco das duas comunidades esperam com expectativa a hora de sair de suas casas para o abrigo. “A gente está desde o começo da semana esperando a saída para o abrigo. Quando a Defesa Civil liberar, eu levo toda a minha família para lá. Quero que os meus filhos fiquem seguros”, disse o desempregado Ivanildo dos Santos. O vice-presidente da Associação dos Moradores do Morro Monte Alegre, Jacó Pimentel, que acompanhava ontem à tarde o término da construção do abrigo da Defesa Civil Municipal, informou que toda a estrutura do abrigo, que antes era recoberto com lona, foi substituída por uma cobertura de madeira. “Agora, o abrigo tem mais segurança. Muitas famílias já estão prontas para deixar suas casas e vir para o abrigo. Ninguém quer passar pelo mesmo sufoco do ano passado, voltando a sofrer com a morte de pessoas queridas pela destruição causada pela chuva”, acrescentou o representante da comunidade. Ele esclareceu ainda que mesmo as famílias que estavam se recusando a deixar as casas, já confirmaram a transferência para o abrigo quando a chuva começar a cair sobre Maceió.

Mais matérias
desta edição